SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   MSC discutem IMO2020 e ambições futuras no Fórum de Hansa

MSC discutem IMO2020 e ambições futuras no Fórum de Hansa


Fonte: MSC - Mediterranean Shipping do Brasil (26 de novembro de 2019 )

Nos últimos anos, os armadores estão se preparando para o limite de enxofre IMO2020 e envidam esforços significativos para garantir uma transição suave, sem perturbar os clientes.

 

O Fórum HANSA de 2019 em Hamburgo se concentrou no que virá depois de 2020. São necessários grandes investimentos em pesquisa e desenvolvimento para reduzir ainda mais as emissões de gases de efeito estufa do transporte marítimo. O objetivo ambicioso estabelecido pela OMI da ONU para metade das emissões até 2050 exige soluções inovadoras para atender à demanda por combustíveis alternativos e desenvolver tecnologias de baixo carbono para aprimorar o design dos navios.

 

Em sua palestra em 21 de novembro, Bud Darr, vice-presidente executivo de política marítima e assuntos governamentais do grupo MSC, destacou os desafios que os armadores enfrentam ao cumprir essas metas e regulamentos. Para cumprir os novos limites, a MSC optou por uma combinação de combustíveis compatíveis com baixo teor de enxofre e sistemas de limpeza de gases de escape híbridos. Atualmente, o GNL não é uma opção viável para a MSC devido às limitadas instalações de abastecimento de GNL disponíveis nos portos.

 

A frota da MSC foi bastante aprimorada nos últimos anos por um programa de retromontagem. Investimos bastante nas mais recentes tecnologias de baixo carbono, como novas hélices e arcos com eficiência energética para reduzir o consumo de combustível e, portanto, melhorar nossa eficiência energética. Além disso, monitoramos continuamente nosso desempenho ambiental e implementamos várias medidas operacionais para reduzir ainda mais nossas emissões de CO2, a fim de atender às novas regulamentações e metas esperadas estabelecidas pela OMI.

 

O setor de transporte de contêineres é essencial para o comércio e desenvolvimento global. Não existe uma solução única para descarbonizar o setor de transporte marítimo, mas diversas soluções são necessárias para permitir que o setor de transporte de contêineres atenda às ambições de baixo carbono até 2050. A MSC é uma empresa responsável que continua a fazer investimentos significativos para aumentar nossa eficiência e maximização do desempenho ambiental.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais