SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Estatais de logística serão unificadas até o fim de 2020

Estatais de logística serão unificadas até o fim de 2020


Fonte: Estadão (12 de novembro de 2019 )
Infraero é uma das estatais de logística que o ministério da Infraestrutura quer unificar em uma única empresa Foto: J.F. Diorio/Estadão

As estatais do segmento de logística Valec, Infraero e EPL poderão ser unificadas e transformadas em uma única até o fim de 2020, segundo o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Também está em andamento a fusão dos fundos de pensão de empresas ligadas à sua pasta, disse ele.

 

“A gente vê que existe alguma superposição entre as atividades dessas empresas. A gente pode, eventualmente, ter essas atividades em uma empresa só, um área administrativa só, uma possibilidade de ter mais eficiência e menos custo. Mas é uma coisa muito embrionária que está começando agora”, disse o ministro, acrescentando que os funcionários das três estatais serão aproveitados. Não haverá demissões.

 

O principal desafio para a integração das estatais é definir o desenho da nova empresa. Esse período de estudo deve durar de seis a oito meses. Mas, para concluir a fusão não haverá dificuldade. A expectativa é que essa fase seja concluída rapidamente.

 

“Como o governo é acionista de todas elas (das três estatais), a fusão é uma decisão de assembleia em que o governo é o acionista. Então é muito fácil. A operacionalização é simples, rápida. Difícil é a gente estudar e verificar o melhor modelo”, afirmou Freitas, que participa de evento promovido pela Câmara Espanhola de Comércio no Brasil.

 

O ministro negou a notícia de que um desentendimento com a ala militar do governo tenha motivado a substituição do presidente da Valec. A saída do general Marcio Velloso Guimarães foi anunciada na última sexta-feira. Em seu lugar, assumirá Rafael Castello, atual assessor da diretoria de Mercado de Capitais e Crédito Indireto para Privatizações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

 

“Não tem nada disso. Isso é bobagem. Não há ala militar, isso é uma piração”, contestou. Segundo ele, Castello foi escolhido pela sua experiência no setor privado. “Ele é graduado no IME [Instituto Militar de Engenharia], como eu. É um cara que foi executivo da Samsung, esteve na Coreia como executivo, participou da reestruturação da Gafisa, hoje está no BNDES. Tem densidade para explorar vocações que a Valec tem”, acrescentou.

 

Correções
11/11/2019 | 18h15
A matéria publicada às 14h29 continha uma incorreção. Ainda não há certeza se a fusão das empresas estatais Valec, Infraero e EPL, comentada pelo ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, ocorrerá até o fim de 2020. A conclusão da fusão dentro desse prazo ainda é uma possibilidade.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais