SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Posto de escalação de trabalhadores do Porto de Santos será fechado

Posto de escalação de trabalhadores do Porto de Santos será fechado


Fonte: G1 (7 de novembro de 2019 )
Ogmo anuncia encerramento das atividades do Posto de Escalação 1 (P1) — Foto: Reprodução/Google

O Órgão de Gestão de Mão de Obra do Trabalho Portuário do Porto Organizado de Santos (Ogmo-Santos) anunciou, nesta quarta-feira (6), o encerramento das atividades do Posto de Escalação 1 (P1), localizado no bairro do Saboó em Santos, no litoral de São Paulo. A decisão é questionada por representantes da categoria dos estivadores.

 

A decisão aponta que o P1 será fechado a partir do dia 3 de dezembro e que a medida foi aprovada em assembléia, realizada na última terça-feira (5). O Ogmo aponta que o encerramento das atividades do posto foi decidido com base na constatação da queda da frequência de trabalhadores avulsos no local, após a implementação do projeto Escala Digital.

 

De acordo com o Sindicato dos Estivadores de Santos, São Vicente, Guarujá e Cubatão (Sindestiva), o fechamento do P1 coloca em risco a segurança, integridade física e higiene dos trabalhadores, que deverão ser buscar ou o atendimento digital ou se concentrarem no Posto de Escalação 3 (P3), na Avenida Mário Covas, na Ponta da Praia.

 

O Sindestiva aponta, ainda, que o Ogmo tem a obrigação de garantir as normas de segurança e saúde dos trabalhadores e o cumprimento de recomendações da Organização Internacional do Trabalho (OIT), as quais não são respeitadas atualmente.

 

Por meio de nota, o Ogmo aponta que, do total de trabalhadores de todas as categorias que realizam a escala presencial, 10% deles utilizam a unidade, frequentada por três dos oitos sindicatos registrados junto ao órgão. A empresa também aponta que serão mantidas as atividades da escala presencial no Posto de Escalação 3.

 

Manifestações
Representantes do Sindestiva e estivadores realizaram manifestações contra a implantação da escala digital, em agosto de 2019. Na ocasião, o Sindestiva apontou que o método prejudica e vai contra as regras e lei que regem a categoria, além de não dar segurança à escalação da categoria.

 

O Ogmo informou, ainda que a disponibilização das novas opções de escalação não implicam em nenhuma mudança às regras de escalação já existentes e não alteram as decisões judiciais sobre excepcionalidade vigentes, bem como cumpre os compromissos assumidos pela entidade junto às autoridades competentes.


Mais lidas


O Covid-19 na Baixada Santista vem deixando uma alta taxa de ocupação de leitos na rede hospitalar na região. Atentos a isso e solidários a nossa população, vamos promover ações no Porto, para garantir cumprimento dos protocolos sanitários já definidos. Tudo isso através das competências da Santos Port Authority (SPA), do Sindicato dos Operadores Portuários […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais