SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Governo planeja atingir 200 cidades com transporte aéreo

Governo planeja atingir 200 cidades com transporte aéreo


Fonte: Valor Econômico (28 de outubro de 2019 )
Glanzmann, secretário Nacional de Aviação: “Com investimentos estrangeiros podemos revolucionar o mercado brasileiro” — Foto: Divulgação

O secretário Nacional de Aviação, Ronei Glanzmann, disse ontem que a meta do governo brasileiro para o setor é ir de cerca de 120 milhões de passageiros em 2019 para 200 milhões em 2025. Outro objetivo é passar de 130 cidades atendidas por transporte aéreo para 200 no período.

 

“Estamos fazendo o dever de casa e temos dado passos importantes. Conseguimos, depois de décadas de discussão, abrir o mercado das empresas aéreas brasileiras para o capital internacional”, disse durante fórum da Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo (ALTA), realizado entre os dias 27 e 29 de outubro em Brasília.

 

“Com a abertura para investimentos estrangeiros, podemos revolucionar o mercado brasileiro”, completou, citando uma agenda que inclui medidas de liberalização e desregulamentação do setor.

 

O secretário destacou o impacto da manutenção da não exigência de franquia de bagagem para expansão das atividades de companhias “low cost” (de baixo custo) no país. “Só neste ano tivemos o anúncio de quatro operadoras voando no mercado brasileiro. Primeiramente, serão rotas internacionais e estamos trabalhando para que essas operações também se tornem domésticas”.

 

Para ele, os preços de voos no Brasil são compatíveis com o mercado internacional, mas “há grande espaço para redução.”

 

O secretário citou as iniciativas para redução do ICMS sobre o querosene de aviação. “A alíquota era de 25% sobre a venda de querosene. Fizemos um trabalho com Estados e tivemos grandes avanços. O maior exemplo é São Paulo, que reduziu para 12%.”

 

O presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, afirmou que houve queda do ICMS em 17 das 27 unidades da federação e que, em São Paulo, isso permitiu, como contrapartida, a implementação de 490 novas partidas semanais do Estado.

 

Glanzmann citou também entregas de aeroportos feitas pelo governo neste ano: Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS), Salvador (BA) e Fortaleza (CE). Destacou o trabalho na aviação regional, com entrega, por exemplo, do aeroporto de Vitória da Conquista (BA).

 

De acordo com ele, é “meta e dever” do Brasil exercer protagonismo no mercado de aviação de civil na América Latina. Para ele, os desafios para a expansão do setor no país estão “relativamente endereçados”. “Temos um plano e estamos cumprindo.”


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais