SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Marinha apreende embarcações em operação no Porto de Santos

Marinha apreende embarcações em operação no Porto de Santos


Fonte: A Tribuna (24 de outubro de 2019 )
Lancha da Marinha, conhecida como Caveirão do Mar, atuou nas abordagens a embarcações no Porto (Divulgação/ Marinha do Brasil)

 

Trinta abordagens a embarcações, quatro barcos apreendidos e outros quatro retirados de tráfego. Este foi o resultado do primeiro dia da Operação Santos II – Amazônia Azul, que aconteceu nesta quarta-feira (23) e contou com a participação de órgãos federais e estaduais. Os trabalhos seguirão nos próximos dias para combater a pesca ilegal, a poluição hídrica e garantir a segurança da navegação.

 

A fiscalização envolveu o Grupamento de Patrulha Naval do Sul-Sudeste (GPNSS), Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), Polícia Militar Ambiental, Fundação Florestal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Receita Federal, Guarda Portuária, Polícia Federal e Comando Aéreo da Polícia Militar. Ela aconteceu na área de fundeadouros e no canal do Porto de Santos, além de outras pontos da costa e da Laje de Santos.

 

De acordo com o GPNSS, ontem, 30 embarcações foram abordadas. Uma delas foi notificada por estar com a tripulação incompleta.

 

Outros quatro barcos foram apreendidos. Um por pesca em área restrita, um por estar sem a tripulação mínima exigida e outros dois por conta da falta de habilitação dos condutores.

 

O GPNSS aponta, ainda, que quatro embarcações foram retiradas de tráfego por excesso de passageiros. Após o desembarque de alguns deles, os barcos voltaram ao mar.

 

O Ibama verificou a presença de uma mancha de óleo no mar e apura responsabilidades. Além disso, os porões de dois navios graneleiros foram vistoriados pelas autoridades.

 

“É importante mostrar para a sociedade que estamos atuando, que é necessário tomar cuidado. Estamos em cima para educar e respeitar a Amazônia Azul”, destacou a chefe do Ibama, Ana Angélica Alabarce.

 

O trabalho de patrulhamento segue hoje e deve continuar nos próximos dias, chegando à região de São Sebastião.

 

“A gente faz uma operação desta, com órgãos estaduais e federais, com o objetivo de inibir todos esses ilícitos e também de mostrar para a sociedade que os órgãos estão trabalhando em conjunto. Numa única abordagem, conseguimos verificar várias possíveis ocorrências em uma embarcação”, explica o coordenador da ação, o capitão de Corveta Anderson Lisboa, do GPNSS.

 

Para realizar o trabalho, foram utilizados o navio-patrulha Guajará, recém-chegado ao grupamento da região, uma lancha blindada, além de outras cinco embarcações dos órgãos envolvidos e um helicóptero da Polícia Militar. Um cão farejador da Guarda Portuária também ajudou na operação.

 

Ações anteriores

Esta já é a segunda operação que ocorre na região. No mês passado, as equipes retiraram cinco embarcações do tráfego. Outras quatro foram apreendidas, incluindo 500 quilos de camarões, produto de pesca ilegal.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais