SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Sangue poderá ser doado em veículo itinerante em Santos

Sangue poderá ser doado em veículo itinerante em Santos


Fonte: Diário do Litoral (22 de outubro de 2019 )
Serviço de doação de sangue pode passar a ser realizado por veículo em Santos caso lei seja aprovada.
Foto: DIVULGAÇÃO

A Câmara de Vereadores de Santos aprovou um projeto de lei que prevê a criação de um veículo que realizará serviços de coleta de sangue e cadastramento de doadores de órgãos e tecidos na rede pública municipal. O PL seguirá para receber aprovação do prefeito Paulo Alexandre Barbosa.

 

De autoria do vereador Adilson dos Santos Junior (PTB), o projeto de lei prevê a instituição do Sistema Móvel e Itinerante de Coleta de Sangue e de Cadastramento de Doadores de Órgãos e Tecidos. O objetivo é manter a regularidade dos estoques de sangue nos serviços de hemoterapia e aumentar o registro de potenciais de doadores de órgãos e tecidos que possam existir no município em áreas afastadas.

 

A proposta chegou a receber parecer contrário da Comissão de Justiça, Redação e Legislação Participativa em 2017 por se tratar de uma ‘invasão pelo Legislativo de competência constitucionalmente atribuída ao Executivo em caráter privativo’, mas a rejeição foi negada pela própria Câmara.

 

Segundo o PL aprovado, e que também tem anexado uma propositura do vereador Antônio Carlos Banha Joaquim (MDB), o veículo será conduzido por profissionais que deverão cadastrar os doadores, realizar procedimentos de triagem e exames imuno-hematológicos.

 

O processo ainda prevê que um calendário referente aos locais de passagem do veículo deverá ser divulgado para que a população esteja ciente.

 

Para convencer a Câmara sobre a importância de seu projeto de lei, o edil usou a justificativa que Santos, assim como outros municípios, passa por dificuldades para manter os estoques de sangue. Entre alguns dos argumentos estava a dificuldade de deslocamento dos cidadãos até os hemocentros.

 

Para executar os trabalhos, o vereador propõe a utilização de um veículo que seja produzido por uma fabricante nacional de carrocerias de ônibus que possuem configuração especial com equipamentos e instrumentos médicos para poder atender simultaneamente até seis doadores.

 

Com o PL aprovado pelos vereadores, o projeto de lei 42/2017 foi, em seguida, encaminhado para a diretoria legislativa e já recebeu todas as assinaturas necessárias na última quinta-feira (17). Em seguida, o processo foi encaminhado para o prefeito Paulo Alexandre Barbosa, que deverá publicar sua sanção, ou veto, nos próximos dias.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais