SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Secretário do Ministério da Economia apresenta nova visão do Brasil no comércio exterior

Secretário do Ministério da Economia apresenta nova visão do Brasil no comércio exterior


Fonte: Comex do Brasil (17 de outubro de 2019 )
Lucas Ferraz, professor da FGV, em road show na Fiesp sobre facilitação de comércio. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Brasília – O secretário de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Lucas Ferraz, destacou a importância de uma abordagem holística, mais global, de abertura de mercado na era da digitalização, como forma de melhorar o acesso a bens e serviços modernos a custos menores. Ele foi um dos palestrantes do painel “Indústria 4.0: digitalização, customização em massa e tributação”, na última quinta-feira (10/10), durante o Public Forum da Organização Mundial do Comércio (OMC), em Genebra, na Suíça. O painel foi promovido pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

 

A abordagem holística consiste na visão total dos mercados, não se restringindo apenas a bens e tarifas, mas considerando todos os seus elementos, estratégias e atividades. Ferraz salientou, nesse sentido, o engajamento do Brasil nas negociações de acordos de última geração, que incluem disciplinas relacionadas a serviços, comércio digital, compras governamentais e facilitação de investimento, entre outros pontos.

 

No entanto, devido ao tempo que os acordos demoram para serem totalmente implementados, ele lembrou a necessidade de se conduzir um processo de abertura e modernização dos marcos normativos unilateralmente, como é o caso da redução da Tarifa Externa Comum (TEC) do Mercosul, ou mesmo da reforma tributária brasileira.

 

Durante o Fórum da OMC, o secretário do Ministério da Economia também foi o moderador de um painel organizado pela Secex, no último dia 9/10, sobre o papel das startups na prestação de serviços na América Latina, em que defendeu acordos e regras para o comércio internacional de bens e serviços

 

O painel da Fiesp foi moderado pelo diretor do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da Fiesp, Thomaz Zanotto. Além do secretário Ferraz, compuseram a mesa o chefe da representação brasileira na OMC, embaixador Alexandre Parola, e o diretor do Conselho e do Comitê de Negociações Comerciais da OMC, Victor do Prado.

 

Debates

Parola destacou a agenda de reformas econômicas que o Brasil está implementando, a revisão das estruturas de incentivo e a melhoria no ambiente de investimentos. Também falou sobre a participação ativa do país nas discussões para a reforma do sistema multilateral de comércio, como facilitação de investimento, e-commerce e regulamentação doméstica em serviços. E salientou ainda a relevância de se tratar temas pendentes em agricultura, em razão da importância do setor para a redução da pobreza.

 

Victor do Prado relembrou que existe, no âmbito multilateral, uma iniciativa conjunta em comércio eletrônico – para tratar de assuntos relevantes em um contexto de digitalização – que tem evoluído bem, abordando temas como proteção do consumidor, transparência, privacidade de dados, cibersegurança, acesso a mercado, entre outros.

 

Ao falar sobre a negociação de e-commerce na OMC, Prado elogiou a atuação do Brasil na negociação, ressaltando que recentemente foi apresentada uma nova proposta de texto na área de facilitação do comércio por meio de tecnologias digitais.

 

(*)  Com informações do Ministério da Economia


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais