SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Marinha deve licenciar embarcações com combustível nuclear, decide CCT

Marinha deve licenciar embarcações com combustível nuclear, decide CCT


Fonte: Portos e Navios (14 de outubro de 2019 )

A Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) aprovou nesta quarta-feira (9) proposta que define o Comando da Marinha como responsável pelo licenciamento e pela fiscalização de embarcações que utilizam propulsão nuclear ou transportam combustível nuclear. A medida está prevista no Projeto de Lei (PL) 3.423/2019. O texto segue para análise da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE).

 

Atualmente, compete à Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), autarquia vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, regulamentar as normas de segurança sobre materiais nucleares. No entanto, não há órgão para regular o uso de materiais nucleares em situação de deslocamento permanente, como nas embarcações. A proposta, de iniciativa da Presidência da República e já aprovada pela Câmara, altera a Lei 6.189/74, que criou a Cnen.

 

O foco do projeto é transferir para a Marinha essa competência, já que a instituição está à frente da construção do submarino nuclear por meio do Programa de Desenvolvimento de Submarino com Propulsão Nuclear (Prosub). De acordo com o projeto, a fiscalização do uso de material nuclear em meios navais ficará a cargo de organização militar independente específica para esse fim.

 

O relator na CCT, senador Paulo Rocha (PT-PA), destacou que a aprovação do projeto é imprescindível para o licenciamento das embarcações militares de propulsão nuclear. “O Prosub é uma ação governamental que elevará o país ao rol de nações com domínio da construção de submarinos com propulsão nuclear. Dessa forma, permitirá ao Brasil alcançar avanços tecnológicos em diversas áreas da engenharia, incluindo a construção de plantas nucleares compactas e seus controles, enriquecimento de urânio, fabricação de combustível nuclear, medidas de proteção radiológica, entre outras. Os conhecimentos desenvolvidos no Prosub transbordarão para uso civil e impulsionarão o desenvolvimento de uma cadeia produtiva de alta tecnologia”, apontou o senador.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais