SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Exportações da China caem 3,2% ao ano em setembro; importações cedem 8,5%

Exportações da China caem 3,2% ao ano em setembro; importações cedem 8,5%


Fonte: Valor Econômico (14 de outubro de 2019 )
As tensões comerciais entre a China e os EUA diminuíram um pouco após as negociações comerciais de alto nível da semana passada — Foto: Steve Helber / Associated Press

As exportações da China recuaram ainda mais em setembro, afetadas pela prolongada disputa comercial entre a China e os EUA em meio à desaceleração do crescimento econômico global.

 

As exportações da China no mês passado caíram 3,2% em relação ao mesmo mês do ano anterior, após a queda de 1,0% em agosto, segundo dados da Administração Geral das Alfândegas. Uma pesquisa feita pelo “The Wall Street Journal” junto a economistas havia apontado um declínio de 3,0%.

 

As importações recuaram 8,5% em setembro em relação a igual mês do ano anterior, estendendo a queda de 5,6% em agosto, mostraram os dados aduaneiros. A pesquisa do WSJ previa um declínio de 6,0%.

 

O superávit comercial global da China ficou em US$ 39,65 bilhões em setembro, maior que o superávit de US$ 34,8 bilhões em agosto e a estimativa de superávit de US$ 34,05 bilhões.

 

As tensões comerciais entre a China e os EUA diminuíram um pouco após as negociações comerciais de alto nível da semana passada, com os EUA arquivando novas tarifas contra Pequim e deixando muitas demandas a serem elaboradas mais tarde, em troca de uma garantia de aumento de compras agrícolas pela China.

 

Em setembro, as exportações de petróleo cru da China totalizaram 84 mil toneladas, queda de 71% em relação ao mesmo mês do ano passsado. No período de janeiro a setembro, as expoertações da commodity recuaram 66% ante igual intervalo de 2018, para 756 mil toneladas.

 

As exportações de produtos de aço foram de 5,33 milhões de toneladas em setembro, recuo de 10% ante o mesmo mês do ano passado. No período de janeiro a setembro, as vendas ao exterior de produtos de aço ficaram em 50,305 milhões de toneladas, queda de 5,0% na comparação anual.

 

As exportações da China em termos de yuan caíram 0,7% em setembro em relação ao mesmo mês do ano passado, revertendo um ganho de 2,6% em agosto, segundo dados da Administração Geral das Alfândegas.

 

As importações caíram 6,2% no ano em setembro em termos de yuan, em comparação com um declínio de 2,6% em agosto, mostraram os dados oficiais.

 

Nos três primeiros trimestres, as exportações da China cresceram 5,2% ao ano em termos de yuan e as importações caíram 0,1%.

 

O superávit comercial nos primeiros nove meses ficou em 2,05 trilhões de yuan (US$ 289,26 bilhões).


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais