SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Acabar com a Lei Kandir é um ‘tiro no pé’, alerta Aprosoja Brasil

Acabar com a Lei Kandir é um ‘tiro no pé’, alerta Aprosoja Brasil


Fonte: Fórum Santos Export (11 de outubro de 2019 )

A pressão dos governadores para acabar com a Lei Kandir e aumentar a arrecadação dos estados no curto prazo pode provocar redução dos investimentos, diminuição da atividade econômica, perda de competitividade e aumento do desemprego. O alerta foi feito pelo presidente da Aprosoja Brasil, Bartolomeu Braz Pereira, durante evento, em Brasília, nesta terça-feira (08/10).

 

“O Brasil só deu certo porque Lei Kandir foi criada na década de 90. Nos estados que produzem soja, a arrecadação de ICMS cresceu mais do que a média nacional. Acabar com a Lei Kandir tira a competitividade do agronegócio brasileiro, pode trazer a desaceleração da produção brasileira”, afirmou.

 

“É um tiro no pé”, salientou Bartolomeu ao citar estudo encomendado pela entidade sobre os impactos negativos ao agro caso a PEC 42/2019, que extingue a isenção de ICMS para exportação de produtos primários e semielaborados, seja aprovada no Congresso Nacional.

 

O presidente da Aprosoja Brasil foi um dos participantes do evento “Santos Export – Fórum Nacional para a Expansão do Setor Logístico Portuário”. Durante o painel “A Importância do Agronegócio” Bartolomeu ressaltou que as reservas cambiais acumuladas pelo Brasil são consequência do incentivo dado pela Lei Kandir às exportações.

 

“As exportações fizeram o Brasil construir reservas que chegam a 377 bilhões de dólares. A Argentina, nosso vizinho, que já foi modelo para nós, adotou a política de tributar as exportações e tem hoje reservas que não chegam a 30 bilhões de dólares, o que torna o país suscetível a crises cambiais e hiperinflação. Essa blindagem à economia brasileira se deve à política de incentivos às exportações de produtos agropecuários. E beneficia toda a sociedade, estabilizando a inflação e reduzindo os juros. Assim o agronegócio melhora e contribui com o poder de compra das famílias brasileiras”, salientou.

 

Braz destacou também o papel relevante da soja para o desenvolvimento do interior do país e à diversificação da economia.

 

“Cadeia da soja fez surgir cidades importantes no interior do país, como Lucas do Rio Verde, Cristalina, Rio Verde, aumentou o Índice de Desenvolvimento Humano desses municípios e a qualidade de vida das pessoas. Nesses municípios a economia melhorou graças à cadeia da soja e à diversificação que ela faz em toda a economia”, finalizou.

 

O presidente da Aprosoja Brasil chamou a atenção para outros problemas que podem tirar competitividade do agro. “Logística precária e tabelamento de frete são fatores que nos preocupam. Os modais precisam ser melhorados”, comentou.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais