SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Cargill lança painel consultivo independente sobre proteção florestal

Cargill lança painel consultivo independente sobre proteção florestal


Fonte: Cargill (1 de outubro de 2019 )

A Cargill formou um novo Painel Consultivo de Uso da Terra e Proteção Florestal para acelerar o progresso nas cadeias de suprimentos prioritárias e fornecer uma base mais sistematizada para a contribuição dos principais parceiros globais e ONGs.

 

O painel foi projetado para garantir que as estratégias e recursos subjacentes aos compromissos florestais da Cargill sejam adequados para proporcionar um impacto socioeconômico e ambiental positivo. Os membros levarão insights intersetoriais à Cargill, acelerando as ambições da empresa e apoiando a melhoria contínua. O painel se baseará no trabalho existente da empresa com consultores e líderes de opinião confiáveis, que resultaram em uma Política Florestal Global revisada e nas Diretrizes Operacionais de Uso da Terra nos últimos dois anos, sendo que agora estão sendo implementadas ativamente nos negócios da empresa.

 

“A união desse grupo de especialistas garante que continuemos a aprender com uma ampla variedade de perspectivas sobre o que mais podemos fazer para alcançar nosso objetivo de acabar com o desmatamento em nossas principais cadeias de suprimentos”, disse Ruth Kimmelshue, diretora de sustentabilidade da Cargill e Operações de Negócios e Lead da cadeia de suprimentos. “Estamos enfrentando alguns desafios difíceis, mas estamos em uma posição única para conectar pessoas, o planeta e produtos para tornar possíveis soluções”.

 

Os membros fundadores do painel incluem:

  • Justin Adams, Aliança das Florestas Tropicais
  • John Buchanan, Conservação Internacional
  • Laura de Santis Prada, Imaflora
  • Maria Giraudo, Rede Global de Agricultores
  • Marcos Sawaya Jank, INSPER
  • Roz Naylor, Universidade de Stanford
  • Carlos Ortiz, Conselheiro Independente do Agronegócio
  • Anne Rosenbarger, Instituto de Recursos Mundiais
  • Nigel Sizer, Rainforest Alliance

 

Brendan May, presidente da Robertsbridge, uma empresa global de consultoria em sustentabilidade, presidirá o painel. Brendan é ex-diretor executivo do Marine Stewardship Council e foi presidente europeu da Rainforest Alliance de 2009 a 2013.

 

“À medida que a Cargill avança para ampliar as ações de desmatamento, esta é uma oportunidade significativa para aprofundar o diálogo entre a empresa e sua gama de partes interessadas na sociedade civil e no cenário agrícola”, disse maio. “O painel está aí para desafiar e incentivar a Cargill a ser mais ousada, e espero trabalhar com os membros do painel para fornecer contribuições construtivas para ajudar a Cargill a ampliar ainda mais suas ambições.”

 

A reunião inaugural do painel será realizada em outubro de 2019, com uma convocação de acompanhamento programada para o primeiro trimestre de 2020. Kimmelshue liderará o envolvimento da Cargill com o painel e relatará suas descobertas a David MacLennan, presidente e CEO da Cargill . Os resumos públicos das agendas e atas das reuniões estarão disponíveis para garantir total transparência do trabalho e orientação do painel para a Cargill.

 

“Acreditamos que o setor privado tem um papel importante a desempenhar na busca de soluções para os desafios mais prementes do mundo”, disse Kimmelshue. “Desde a abordagem das mudanças climáticas até a proteção dos recursos naturais e a melhoria da segurança alimentar, o painel consultivo nos ajudará a tornar o futuro dos alimentos mais sustentável.”

 

Além de formar o painel consultivo independente, a Cargill avançou em seus compromissos descritos no Plano de Ação para Soja da América do Sul da empresa , promulgado em junho de 2019. Isso inclui o início de uma avaliação abrangente dos riscos de seus fornecedores diretos e indiretos da cadeia de fornecimento de soja e publicação de uma metodologia de avaliação de risco .

 

A empresa também está avançando em seu compromisso de US $ 30 milhões , que se concentra no fornecimento e no apoio a idéias inovadoras para proteger florestas e vegetação nativa na América do Sul. A Cargill anunciará em breve um acelerador de startups para encontrar soluções para os desafios do desmatamento no Brasil. As empresas iniciantes com modelos de negócios, tecnologia e conhecimento relevantes são convidados a se inscrever, oferecendo uma oportunidade para conectar suas idéias inovadoras a especialistas em financiamento e assuntos para implementar rapidamente soluções no terreno. A Cargill também está procurando um administrador para gerenciar uma parte das contribuições da Cargill, juntamente com as contribuições de parceiros do setor que ingressam no fundo.


Mais lidas


Trabalhar no Porto de Santos é o sonho de muitos estudantes e profissionais. Oportunidades não faltam! Afinal, são várias empresas que atuam nos quase 8 milhões de m² do maior porto da América Latina.   Com toda essa estrutura, logística e evolução tecnológica, as empresas vêm exigindo cada vez mais profissionais altamente qualificados e capacitados. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais