SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Ponte ligando Santos e Guarujá deve absorver 50% dos veículos que usam a balsa, diz Ecovias

Ponte ligando Santos e Guarujá deve absorver 50% dos veículos que usam a balsa, diz Ecovias


Fonte: G1 (24 de setembro de 2019 )
Apresentação do projeto da ponte ligando Santos e Guarujá aconteceu na Associação Comercial de Santos — Foto: Carlos Nogueira/A Tribuna Jornal

O projeto de construção de uma ponte ligando Santos e Guarujá, no litoral de São Paulo, foi apresentado, nesta segunda-feira (23), durante um seminário na Associação Comercial de Santos (ACS). Autoridades, como prefeitos, secretários e representantes da Codesp, Ecovias, Praticagem, Marinha e ACS, estiveram no evento. Segundo os estudos apresentados, a ponte deve absorver 50% do volume de veículos que passam pela balsa atualmente.

 

O evento, que teve como objetivo contribuir para o debate e esclarecer todas as dúvidas sobre o projeto da ponte, começou por volta das 9h30. A abertura ficou por conta do diretor-presidente da ACS e da TV Tribuna, Roberto Clemente Santini. O prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, também esteve presente e falou sobre a importância do projeto.

 

Em seguida, o presidente da Ecovias, Rui Klein, fez uma apresentação inicial do projeto de ligação entre as margens do Porto de Santos. A ponte e os viadutos ligarão a Via Anchieta, no km 64, à rodovia Cônego D. Rangoni, no km 250. A estrutura passará sobre o canal na altura do bairro da Alemoa e pela Ilha Barnabé. Também haverá novos acessos às avenidas Perimetral e Martins Fontes.

 

Segundo o projeto, a ponte deve ter 85 metros de altura e 305 metros de largura entre os pilares. Os mastros terão uma altura de 170 metros, com a aprovação da Aeronáutica. A ponte contará com duas faixas de rolamento e acostamento e deve ter cerca de 7,5 km de extensão, sendo 1,1 km de travessia.

 

Diretor-presidente da ACS e da TV Tribuna, Roberto Clemente Santini, abriu o evento — Foto: Solange Freitas/G1

Dos veículos de passeio que utilizam a balsa, 50% vão continuar utilizando o sistema e 50% devem migrar para a ponte. Já referente aos caminhões que atualmente utilizam a Cônego D. Rangoni, cerca de 60% devem utilizar a ponte.

 

Klein disse que haverá pedágio na ponte, assim como hoje ocorre na Rodovia Cônego Domênico Rangoni e na travessia de balsas entre Santos e Guarujá. Segundo ele, o pedágio evita que haja uma migração maior no volume de veículos e uma saturação da estrutura. O valor arrecadado deve ser destinado à manutenção e não ao pagamento da obra.

 

Klein disse também que a ponte não prejudicará o futuro Aeroporto Civil Metropolitano, em Guarujá, e o vão da ponte de 85 metros garantirá a navegação pelo canal para todos os tipos de embarcação. “Construíram uma ponte no Panamá, no principal canal, de 60 e poucos metros e não atrapalhou. Aqui, com 85 metros, temos uma segurança até para movimentações futuras”, disse.

 

Projeto da ponte ligando Santos e Guarujá foi apresentado na Associação Comercial de Santos — Foto: Solange Freitas/G1

Segundo o projeto, a ponte deve ter 85 metros de altura e 305 metros de largura entre os pilares. Os mastros terão uma altura de 170 metros, com a aprovação da Aeronáutica. A ponte contará com duas faixas de rolamento e acostamento e deve ter cerca de 7,5 km de extensão, sendo 1,1 km de travessia.

 

Dos veículos de passeio que utilizam a balsa, 50% vão continuar utilizando o sistema e 50% devem migrar para a ponte. Já referente aos caminhões que atualmente utilizam a Cônego D. Rangoni, cerca de 60% devem utilizar a ponte.

 

Secretário estadual de Transporte e Logística, João Octaviano Machado Neto, ressaltou que a ponte é o melhor projeto para este momento. — Foto: Carlos Nogueira/A Tribuna Jornal

Klein disse que haverá pedágio na ponte, assim como hoje ocorre na Rodovia Cônego Domênico Rangoni e na travessia de balsas entre Santos e Guarujá. Segundo ele, o pedágio evita que haja uma migração maior no volume de veículos e uma saturação da estrutura. O valor arrecadado deve ser destinado à manutenção e não ao pagamento da obra.

 

Klein disse também que a ponte não prejudicará o futuro Aeroporto Civil Metropolitano, em Guarujá, e o vão da ponte de 85 metros garantirá a navegação pelo canal para todos os tipos de embarcação. “Construíram uma ponte no Panamá, no principal canal, de 60 e poucos metros e não atrapalhou. Aqui, com 85 metros, temos uma segurança até para movimentações futuras”, disse.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais