SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   DHL e Vestas expandem maior projeto de transporte de pás eólicas para exportação no Brasil

DHL e Vestas expandem maior projeto de transporte de pás eólicas para exportação no Brasil


Fonte: Portos e Navios (6 de setembro de 2019 )

A DHL Global Forwarding, divisão do Deutsche Post DHL Group especializada em agenciamento de cargas, foi escolhida novamente pela Vestas para gerir um novo projeto de transporte de pás eólicas no Ceará. Multinacional de origem dinamarquesa, a Vestas é líder global em energia sustentável, projetando, fabricando, instalando e mantendo turbinas eólicas em todo o mundo. Durante todo o ano de 2019, serão movimentadas centenas de pás a partir da fábrica da Aeris, localizada a 17 km de Fortaleza, até o Porto de Pecém (CE). Em 2018, a DHL realizou o transporte de cerca de 600 pás com excelência.

 

Além do elevado valor, as pás eólicas são longas, pesam muitas toneladas e podem sofrer avarias imperceptíveis externamente, exigindo um planejamento operacional especial que observe as restrições de circulação e monitore o movimento do trânsito.

 

O projeto abrange o pré-planejamento em Pecém, o transporte rodoviário, a recepção das pás na área de guarda, posicionamento no solo, armazenagem para procedimentos alfandegários, desembaraço aduaneiro, carregamento das pás no caminhão e transporte até embarcação.

 

“O transporte de uma pá já é delicado. Multiplique isso por centenas e temos a real dimensão da relevância deste projeto. Temos que ter um procedimento cuidadoso e detalhado da movimentação individual e uma coordenação precisa da operação como um todo, a fim de manter a eficiência, os prazos e as condições que o cliente necessita. Tudo isso dentro de nossa política de dano zero, ou seja, sem avarias”, afirma Cláudio Ramos, diretor de Projetos Indústriais da DHL Global Forwarding Brasil.

 

Com grande experiência, nacional e internacional, no transporte de cargas ultra pesadas e sobre dimensionadas, a DHL montou uma solução envolvendo uma carreta especial extensível e guindastes especiais. No trajeto do transporte das pás da fábrica até o porto, há um desvio, o que dificultou ainda mais o trabalho realizado.

 

O diretor da DHL ressalta ainda que “o mercado de energia eólica no Brasil vem crescendo, com a formação de novos parques geradores e cadeia de fornecedores. Com isso, cria-se também um mercado logístico especializado com grandes oportunidades. A DHL é o player mais experiente nesta área, contanto com equipe especializada, processos e sistemas necessários, além de suporte internacional”.


Mais lidas


Trabalhar no Porto de Santos é o sonho de muitos estudantes e profissionais. Oportunidades não faltam! Afinal, são várias empresas que atuam nos quase 8 milhões de m² do maior porto da América Latina.   Com toda essa estrutura, logística e evolução tecnológica, as empresas vêm exigindo cada vez mais profissionais altamente qualificados e capacitados. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais