SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Caminhoneiros ameaçam com nova paralisação

Caminhoneiros ameaçam com nova paralisação


Fonte: Brasil 247 (27 de agosto de 2019 )

Os caminhoneiros estão ameaçando fazer nova greve devido a um impasse nas discussões com o governo e o setor privado em torno da tabela de fretes, depois da suspensão daquela que havia sido publicada em julho, informa a coluna Painel S.A. da Folha de S.Paulo.

 

A categoria vai esperar o julgamento da ação no Supremo Tribunal Federal que discutirá a constitucionalidade da tabela, no dia 4 de setembro.

O julgamento é visto como uma final de Copa do Mundo. Caso haja vitória, haverá mais força para retomar as discussões, afirma Marcelo Paz, líder dos caminhoneiros no Porto de Santos.

 

Além de prosseguir as tratativas com o governo e o setor privado, os caminhoneiros querem ampliar sua representação. No dia 25 de setembro, vão inaugurar a frente parlamentar mista do caminhoneiro autônomo e celetista.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais