SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Praticagem de Paranaguá passa a operar com mais duas novas lanchas de barra

Praticagem de Paranaguá passa a operar com mais duas novas lanchas de barra


Fonte: Praticagem do Brasil (19 de agosto de 2019 )

A Praticagem de Paranaguá (PR) continua investindo na renovação de suas lanchas com o objetivo de otimizar as operações portuárias e, ao mesmo tempo, proporcionar mais segurança no embarque e desembarque dos Práticos nos navios.

 

Na próxima quarta-feira (21/8), serão batizadas duas novas lanchas de barra, que ganharam os nomes Prático Milton Antunes dos Santos e Prático Roberto José Martins. As denominações das embarcações seguem uma tradição da Paranaguá Pilots de homenagear colegas já falecidos. Os familiares estarão presentes no evento.

 

A renovação da frota faz parte de um processo contínuo de modernização da Praticagem com o intuito de incrementar ainda mais os parâmetros operacionais, a prestação do serviço e a segurança da navegação.

 

A primeira nova lancha de barra entrou em operação em março de 2016. Com 14,70m de comprimento total, contra 10,47m das lanchas anteriores, as embarcações têm casco mais alongado, com maior deslocamento e ótima relação peso/potência, o que proporciona uma melhor manobrabilidade e navegação mais eficiente em condições climáticas adversas. A motorização também conta com mais potência. A autonomia é de, aproximadamente, 25 horas e a velocidade de serviço, de 24 nós.

 

– A barra de Paranaguá tem uma das condições mais severas dos portos brasileiros. Muitas vezes as manobras ficavam prejudicadas por impossibilidade de embarque e desembarque do Prático. Após a aquisição da primeira lancha, a impraticabilidade de barra por este motivo foi reduzida a praticamente zero, sem qualquer prejuízo à segurança da navegação e às operações de transferência do Prático para o navio – diz o Gerente da Paranaguá Pilots, Renato Neves.

 

Com 34 Práticos na ativa, a Praticagem de Paranaguá realiza cerca de 6.800 manobras por ano. Após a renovação, a entidade ficará com quatro lanchas de barra (sendo três novas) e seis lanchas de porto (uma voltada exclusivamente para levantamento hidrográfico). A meta é adquirir uma quarta lancha de barra e completar a substituição.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais