SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Esta empresa diminuiu em 75% a taxa de lesões no ambiente de trabalho

Esta empresa diminuiu em 75% a taxa de lesões no ambiente de trabalho


Fonte: Exame (7 de agosto de 2019 )
Paola Giglioti, diretora da Recursos Humanos e Vitor Correa, diretor de Segurança, Saúde e Meio Ambiente, ambos da Louis Dreyfus Company no escritório da empresa em São Paulo. (Omar Paixão/VOCÊ RH)

Presente no Brasil há mais de 30 anos, a Louis Dreyfus Sucos é uma das maiores produtoras de laranja e limão-siciliano do mundo. Por aqui, são 25?000 hectares de pomares espalhados em 38 fazendas, além de quatro fábricas e um terminal no Porto de Santos.

 

A região em que atua, composta de cidades do interior de São Paulo, Minas Gerais e Paraná, é tão extensa que foi apelidada de cinturão citrícola. A companhia faz parte do conglomerado Louis Dreyfus Company, que, no Brasil, ainda cultiva arroz, açúcar, milho, soja, café e algodão.

 

Com um time que chega a 8?000 pessoas durante as colheitas, até pouco tempo a LDC Sucos sofria com problemas relacionados à segurança. Em 2014 o índice de frequência de acidentes da empresa (que mede, em cada 100, quantas lesões com necessidade de atendimento médico ocorreram) era de 2,68%.

 

Já a taxa de severidade das ocorrências (que indica quantos dias foram perdidos por causa de afastamentos) alcançava 21%. “Eram números altos e, embora soubéssemos os motivos, não conseguíamos melhorar. Foi aí que percebemos que eram necessárias algumas mudanças”, diz Paola Giglioti, diretora de recursos humanos da Louis Dreyfus Company.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais