SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Posidonia Bravo entra em operação e empresa espera transportar 1 milhão de toneladas em 2019

Posidonia Bravo entra em operação e empresa espera transportar 1 milhão de toneladas em 2019


Fonte: Portos e Navios (29 de julho de 2019 )

A Posidonia Shipping anunciou que sua primeira embarcação construída com recursos próprios está pronta para atuar em operações especiais de lavra e transporte de minerais no oceano. Com capacidade para transportar até três mil toneladas, o Posidonia Bravo conta com sistema de descarte sustentável e bombas de dragagem com capacidade de 55 mil metros cúbicos diários. A empresa de navegação também aportou recursos na recuperação da balsa de carga geral Santa Maria, que passou por upgrade para poder transportar carretéis de umbilicais na cabotagem. Os investimentos na construção e recuperação das embarcações totalizam R$ 15 milhões.

 

Nos seis primeiros meses do ano, o volume de carga transportado pela Posidonia chegou a aproximadamente 500 mil toneladas. A avaliação é que o primeiro semestre teve resultados consistentes e que é possível fechar o ano perto de um milhão de toneladas transportadas. A Posidonia espera encerrar o ano com faturamento de R$ 100 milhões, o que representaria incremento de 50% sobre 2018. “Isso é fruto não apenas da operação do Posidonia Bravo e da Santa Maria, mas também do transporte de minérios e biocombustíveis, além de cargas ro-ro”, explicou o sócio-diretor da companhia, Abrahão Salomão.

 

A empresa ressalta que a chegada do Posidonia Bravo ocorre após anos de desafios para operar nesse mercado. Nos últimos anos, a empresa vem travando uma série de disputas judiciais onde questiona as regras vigentes de afretamento de embarcações e o que chama de concentração de mercado na cabotagem. “Tivemos de lidar com muitas adversidades e forças contrárias à nossa operação”, afirmou Salomão. Ele destacou que o Posidonia Bravo tem contrato de afretamento pelo período de cinco anos — o nome do cliente não foi divulgado. A Posidonia nasceu em julho de 2010 na cidade do Rio de Janeiro e deu início às operações em abril de 2013. Hoje, emprega hoje cerca de 100 funcionários, entre pessoal embarcado e em solo.

 

Fichas técnicas:

Posidonia Bravo

Ano de Construção: 2019
TPB: 3 mil toneladas
Comprimento Total: 93,4 metros
Boca: 15,5 metros
Calado: 4 metros
Classificadora: RINA
Características: acomodação para 10 tripulantes, sistema de lastro automatizado, 4 point-mooring, gerador movido à diesel, bombas de dragagem com capacidade de 55 mil m³ por dia, capacidade de peneiramento do material dragado, duas esteiras transportadoras para estiva de carga.

 

TN-Santa Maria
Ano de Construção: 2005
TPB: 3 mil toneladas
Comprimento Total: 93,4 metros
Boca: 15,5 metros
Calado: 4 metros
Classificadora: RINA
Características: Balsa de carga geral, com capacidade de carga no convés de 10 toneladas por m² e área livre de 950 m².


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais