SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Mega Operação tenta salvar filhote de baleia perdido no litoral de SP

Mega Operação tenta salvar filhote de baleia perdido no litoral de SP


Fonte: G1 (18 de junho de 2019 )

A Companhia de Docas do Estado de São Paulo (Codesp), o Instituto Gremar e o Ibama realizam uma mega operação para identificar a baleia que foi flagrada por moradores na superfície do mar da praia de Santos, no litoral de São Paulo. A expectativa é que os órgãos consigam fazer com que ela saia daquele ponto e volte para o mar aberto antes que acabe encalhando.

 

O primeiro registro da aparição do animal foi feito na tarde de domingo (16) por um autônomo, de 40 anos, que estava acompanhando um amigo em seu barco de pesca, quando percebeu a presença do mamífero. De acordo com o morador, o animal apareceu por volta das 13h, próximo à praia do Canal 4.

 

Na manhã desta segunda-feira (17), a baleia, que é um filhote da espécie jubarte (Megaptera novaeangliae), voltou a ser vista por pescadores e moradores na região do cais santista. O Ibama foi acionado e, a partir disso, começou a operação para retirar o animal do Canal do Porto de Santos.

 

“Quando ficamos sabendo entramos em contato com a Codesp, especialistas e a Marinha, que também está junto, e fomos para a área onde ela foi vista. No momento, ela já está perto do Concais, pois está sendo retirada por meio de sons que especialistas emitem na água para que ela vá sendo orientada”, explica a agente ambiental federal Ana Angélica Alabarce, chefe do Ibama em Santos.

 

Segundo a agente, a baleia pode ter se machucado ou se desgarrou da mãe e está desorientada por conta do excesso de embarcações que ficaram em volta dela e fugiu para o Canal do Porto. “É um perigo muito grande por causa da navegação. Entramos em contato com a Capitania dos Portos e eles estão tomando as devidas providências no acesso das grandes embarcações e pequenas por que isso pode agitá-la e atrapalhar a operação de conduzi-lá para fora do Canal.”

 

Jubarte
O biólogo marinho Eric Comin explicou ao G1 que a aparição do mamífero na região essa época do ano não chega a surpreender. “Essa é a época que esses animais sobem para ter os filhotes. É o momento que as baleias procuram por uma água mais calma e mais quente para reprodução. E essa água mais quente também é importante na amamentação dos filhotes, porque com a água muito fria o leite coagula”, destaca.

 

Além disso, o biólogo afirma que é crime perseguir uma baleia com qualquer embarcação. “Temos uma lei que exige limitações dessas navegações diante da aparição de uma baleia. Não se pode entrar na rota desses animais ou se aproximar da espécie com motor engrenado a menos de 100 metros de distância e o motor sempre deve estar desligado em caso de proximidade”, diz.

 

De acordo com Comin, essas e outras regras são esclarecidas pelo ‘Projeto Baleia à Vista’, que destaca a importância dos cuidados para a preservação da espécie.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais