SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Operações   /   Presidente da Codesp abre possibilidade de nova proposta

Presidente da Codesp abre possibilidade de nova proposta


Fonte: Sindaport (10 de junho de 2019 )

Durante encontro mantido na última quinta-feira (6) entre os presidentes da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Casemiro Tércio Carvalho, e do Sindaport, Everandy Cirino dos Santos, o mandatário da estatal portuária admitiu a possibilidade de apresentar nos próximos dias uma nova proposta referente à Campanha Salarial 2019.

 

“A exemplo da proposta anterior, feita informalmente e por tal não avaliada pelos trabalhadores da empresa, o presidente Tércio adiantou que a nova oferta trabalhista também necessitará da autorização da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) caso seja aprovada pela categoria”, afirmou Everandy Cirino.

 

De acordo com o sindicalista, o presidente da Codesp entende que somente valerá a pena “brigar” pelo aval de Brasília se os colaboradores da estatal referendarem a nova contraproposta, classificada pelo representante patronal como “um pouco diferenciada e melhorada” em relação à anterior, à qual nem mesmo chegou a ser oficializada.

 

Dessa forma, avalia o líder do Sindaport, Casemiro Tércio teria melhores condições de lutar pela aprovação do Sest, considerando que com o referendo e apoio da classe trabalhadora a Codesp poderá reunir melhores condições para “bancar” a proposta.

 

Segundo Everandy Cirino, o presidente da Docas paulista também está disposto a mandar a nova proposta para os demais sindicatos laborais com representação no quadro de funcionários da companhia, no sentido de obter uma melhor avaliação quanto à aceitação das demais categorias.

 

Pelas conversas preliminares e informais, o líder sindical acredita em uma possível aceitação da nova proposta da empresa por parte desse grupo de empregados ligados aos demais sindicatos, em razão da pouca interferência no ganho final, bem como nos adicionais de hora extra e noturno.

 

Entretanto, o sindicalista disse ao presidente da Autoridade Portuária que não pode defender previamente a aprovação dessa proposta uma vez que as categorias que trabalham em regime de turno de 6 horas reúnem maior relevância nos seus ganhos em razão dos adicionais noturno e extraordinário.

 

Ainda assim, Everandy Cirino chamou uma assembleia, para a quarta-feira, dia 12 de junho, ainda que não para deliberação final, cujo encontro terá como objetivo prestar os devidos esclarecimentos para a categoria e obter o aval dos trabalhadores para a continuidade das negociações e, em caso de malogro, da deflagração de uma greve no Porto de Santos, conforme calendário abaixo:

 

  • 19/06 (quarta-feira) – Assembleia para decretação da greve no dia 26/06;
  • 21 (sexta) ou 22/06 (sábado) – Publicação do Aviso aos Usuários;
  • 25/06 (terça) – Assembleia preparativo da greve no dia 26/06;
  • 26/06 (quarta-feira) – Greve.
A nova possível proposta a ser encaminhada pela Codesp seria nas seguintes condições:
Acordo Coletivo de Trabalho por 2 anos 2019/2021;
Índice de reajuste salarial em junho de 2019 com percentual de 100% do INPC do período e o reajuste salarial de junho de 2020 “a negociar”;
Adicional de Hora Extra: redução gradual a cada 4 meses, passando dos 100% atuais até chegar em 50% em junho de 2021;
Adicional Noturno: também uma redução gradual a cada 4 meses, passando dos atuais 50% para chegar a 40% em junho de 2021;
Adicional de férias: mantido 50% até dezembro 2019, adicional de 45% de janeiro a dezembro de 2020, passando para 33% a partir de janeiro 2021;
Plano de Saúde: passaria a ser ativa pagando 50% e aposentados 75%;
Feriado “Inglês”: todo feriado as terças, quartas ou quintas, seriam gozados na segunda ou sexta feira, como também feriados aos sábados e domingos, uma folga na sexta ou segunda;
Excluir do acordo o vale refeição extra em dezembro;
Excluir folga Dia do Portuário em 28 de janeiro;
PDV com cálculo de 50% da média do ganho nos últimos 12 meses e multiplicado pelo número de anos trabalhado na CODESP.

Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais