SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Ecovias concluirá 1º viaduto da entrada de Santos ainda em 2019

Ecovias concluirá 1º viaduto da entrada de Santos ainda em 2019


Fonte: G1 (3 de junho de 2019 )

As obras da nova entrada de Santos estão em ritmo acelerado. A afirmação é da Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI) e responsável pela reformulação da Via Anchieta entre o Km 60 e Km 65. Segundo a empresa, cerca de 35% das obras estão concluídas.

 

Ecovias — Foto: Divulgação Ecovias

“Até o final deste ano, entregaremos o Viaduto Anchieta, localizado no Km 65 da rodovia (sentido São Paulo-Santos) e duas novas passarelas (que ficarão no Km 62 e Km 64 da via)”, confirma gerente de engenharia, Sidney Filho.

 

O projeto da nova entrada de Santos foi elaborado pela empresa em 2017 e prevê também a construção de outros dois elevados, além da implantação de cinco quilômetros de ciclovia, construção de vias locais de acesso aos bairros Jardim Piratininga, Jardim São Manoel e São Jorge.

 

Segundo Marcelo Moreno Alves da Cruz, engenheiro da Ecovias responsável pelo acompanhamento da obra, cerca de 400 pessoas trabalham hoje na obra. O número, no entanto, deve chegar a 550 profissionais em cerca de três meses, quando a execução dos outros dois viadutos deixará a fase de fundações e estará a todo vapor.

Ecovias — Foto: Divulgação Ecovias

 

“Trata-se de uma obra de grande porte, num trecho de cinco quilômetros de extensão, com dez frentes de serviço trabalhando simultaneamente e que trará muitos benefícios aos usuários do SAI e à região da Baixada Santista”, explica o coordenador da obra, Giuliano Gazabim.

 

Com investimentos de R$ 270 milhões, as obras sob gestão da Ecovias possibilitarão que o tráfego de entrada e saída da cidade ocorra apenas pelas pistas centrais, enquanto fluxo relacionado ao Porto de Santos se dê pelas vias laterais.

 

Ecovias — Foto: Divulgação Ecovias

Monitoramento

Para garantir a fluidez no tráfego de veículos e a segurança de motoristas e trabalhadores no trecho de obras, a Ecovias realiza o monitoramento in loco e a distância dos trechos que possuem intervenções viárias na Via Anchieta. Viaturas com equipes de inspeções de tráfego percorrem a rodovia durante todo o dia para checar pontos de lentidão ou eventuais ocorrências.

 

“Em um momento de obra, quando a condição é mais restrita que o normal, um veículo com pane mecânica pode causar transtornos. Então, precisamos ser ainda mais rápidos que o normal (na chegada ao local e prestação de apoio ao usuário)”, explica o gerente de Atendimento ao Usuário da Ecovias, Fabiano Medeiros.

 

Além disso, a entrada de Santos é monitorada diuturnamente no Centro de Controle Operacional (CCO) da concessionária, localizado no Km 28 da Rodovia dos Imigrantes.

Rui Klein — Foto: Divulgação Ecovias

 

Ele explica que, além do monitoramento, a concessionária também é responsável pela implantação de uma “sinalização para alertar o usuário de eventuais mudanças em acessos viários, redução de velocidade em algum ponto ou chamando a atenção para entrada e saídas de veículos no canteiro de obras”.

 

“Planejamento e disciplina têm sido palavras-chave para a redução de impactos aos usuários do Sistema Anchieta-Imigrantes que chegam à Baixada Santista durante esta fase de obras. Quando começamos o projeto, em 2017, já detectamos a necessidade de implantar um desvio na chegada a Santos”, lembra o diretor-superintendente da Ecovias, Rui Klein.

 

PERSONAGENS:

Ecovias — Foto: Divulgação Ecovias

Silvânio Nunes da Silva, carpinteiro

Carpinteiro há 25 anos, Silvânio Nunes da Silva trabalha na construção da nova Entrada de Santos desde setembro de 2018. Aos 52 anos, ele está orgulhoso. “Meu trabalho é serrar a madeira para o pessoal fazer a forma e levar para o campo (de obras). A obra vai ser importante para a Baixada Santista inteira, para quem vai entrar na cidade e para aqueles que vão para o Porto (de Santos). Ela é necessária para o trânsito fluir. Estou orgulhoso em fazer parte disso, colocar um pouco do meu conhecimento aqui. Depois que a gente vê a obra pronta, é só alegria”.

 

Edilson de Oliveira Bastos, laboratorista

O trabalho do Edilson de Oliveira Bastos é minucioso. Aos 48 anos, ele trabalha como laboratorista na obra da Entrada de Santos e, junto com outros cinco colegas, faz o controle de qualidade dos materiais aplicados na construção. “O caminhão de concreto vem e a gente analisa para ver se chegou no abatimento (consistência) necessário”, explica ele, que atua há mais de 12 anos nessa função. “Eu amo o que faço e procuro dar o meu melhor. Quando a gente vê a obra pronta, a emoção toma conta. Saber que participou disso tudo é muito bom. É preciso trabalhar com responsabilidade e qualidade, pois são vidas que passarão por aqui depois. Tem que ter um controle adequado”, completa Edilson, que, além de concreto, analisa amostras de asfalto e solo.

Ecovias — Foto: Divulgação Ecovias

 

FRASE

“É quase um mantra da Ecovias não agravar a situação de tráfego (durante a obra). É claro que esse resultado exigiu uma disciplina de projeto grande e, agora, exige uma disciplina de execução maior ainda. A nossa missão é agora cumprir o cronograma, respeitar o prazo. Participar de uma obra como esta é muito gratificante.” (Rui Klein, diretor-superintendente da Ecovias)

 

Ecovias — Foto: Divulgação Ecovias

“A chegada a Santos sempre foi um ponto crítico do SAI, então os ganhos serão gigantescos por conta do tráfego no município. As obras realizadas pela Ecovias, somadas às obras que estão sendo feitas pela Prefeitura irão garantir maior fluidez no local e eliminarão aquele cruzamento em nível para acesso à Avenida Nossa Senhora de Fátima.” (Fabiano Medeiros, gerente de Atendimento ao Usuário da Ecovias)

 

“O desvio (no Km 65 da rodovia Anchieta) trouxe segurança para quem está trabalhando e para quem está trafegando na rodovia. Nós ganhamos em produtividade e o usuário não sofre com congestionamentos”. (Giuliano Gazabim, coordenador da obra)


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais