SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Dez pessoas mortas e 19 feridas por vazamento de dióxido de carbono em cargueiro chinês

Dez pessoas mortas e 19 feridas por vazamento de dióxido de carbono em cargueiro chinês


Fonte: Portos e Navios (28 de maio de 2019 )

Dez pessoas morreram e 19 ficaram feridas após vazamento de dióxido de carbono em um cargueiro que estava sendo consertado em uma doca no leste da China.

 

O incidente aconteceu por volta das 4 da tarde de sábado no porto de Longyan, em Weihai, uma cidade costeira na província de Shandong. Dez pessoas foram encontradas mortas no local, segundo um comunicado divulgado pelo governo local de Weihai no domingo de manhã.

 

Outros 19 foram enviados para um hospital local e estão em condição estável. “Houve um vazamento de dióxido de carbono no sistema de extinção de incêndios do navio”, disse o comunicado, acrescentando que o terceiro oficial do navio era suspeito de ser responsável.

 

“A polícia já deteve a pessoa e ainda está investigando o incidente. Vamos responsabilizar a parte responsável de acordo com a lei ”, acrescentou o aviso. Uma equipe de emergência foi criada pelo governo local para investigar. O navio, chamado “Jin Hai Xiang” , tem uma capacidade de pouco mais de 69 mil toneladas e é de propriedade da Fujian Shipping Company.

 

O navio, construído no Japão em 1994, atracou para reparos no início deste ano e, de acordo com uma nota do grupo de transporte de comunicação de Fujian, substituir os canos de CO2 de extinção de incêndios foi uma das tarefas a serem realizadas.

 

Os sistemas de extinção de incêndios a bordo de navios utilizam altas concentrações de dióxido de carbono pressurizado para reduzir o nível de oxigênio em uma sala e assim privar o fogo do combustível necessário para continuar queimando.

 

No entanto, a exposição a altas concentrações do gás invisível e inodoro pode causar problemas respiratórios, desorientação, convulsões e até morte por falta de oxigênio. A segurança no trabalho tem sido um problema persistente na China continental, agravada pela aplicação inadequada de normas de segurança, inspeções e treinamento.

 

Na China, os acidentes são classificados como “sérios” se resultarem em 10 a 30 mortos, deixarem de 50 a 100 feridos ou levarem a perdas econômicas diretas entre 50 milhões de yuans (cerca de US$ 7,46 milhões) e 100 milhões de yuan.


Mais lidas


O Covid-19 na Baixada Santista vem deixando uma alta taxa de ocupação de leitos na rede hospitalar na região. Atentos a isso e solidários a nossa população, vamos promover ações no Porto, para garantir cumprimento dos protocolos sanitários já definidos. Tudo isso através das competências da Santos Port Authority (SPA), do Sindicato dos Operadores Portuários […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais