SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Maersk investiu 1,5 milhões na portuguesa HUUB

Maersk investiu 1,5 milhões na portuguesa HUUB


Fonte: Jornal da Economia do Mar (27 de maio de 2019 )
Container Terminal, Bremerhaven Das größte Containerschiff der Welt – Maersk Mc- Kinney Möller
18.8.13

A Maersk investiu 1,5 milhões de euros na HUUB, que opera na logística para o sector da moda, naquele que é o “primeiro investimento da multinacional dinamarquesa numa start-up portuguesa”, anunciou a HUBB no final da última semana. Segundo a empresa nacional, o investimento resulta de uma ronda de investimentos de 2,5 milhões de euros liderada pela sociedade de capital de risco Pathena em 2018, marcada “pelo elevado interesse de vários investidores europeus”.

 

“Sabíamos que estávamos numa posição interessante para negociar um novo investimento antes da próxima ronda — a Série A. Procurávamos aquilo a que chamamos de smart money, ou seja, garantir que, além de capacidade financeira, o nosso novo parceiro pudesse aportar valor à empresa”, afirma Luís Roque, co-fundador e presidente executivo (CEO) da HUUB, acrescentando que “a Maersk é precisamente o maior player mundial na indústria em que estamos inseridos, pelo que já são, e certamente continuarão a ser, um parceiro fundamental no crescimento acelerado da HUUB”.

 

De acordo com a HUUB, esta nova ronda fecha o ciclo de estágio inicial, com um total de 4,35 milhões de euros angariados, “um dos maiores investimentos de sempre registados em Portugal, e que representa mais do dobro da seed média norte-americana e quatro vezes a média europeia”. Luís Roque nota ainda que o investimento da Maersk permitirá cumprir um plano estratégico rigoroso definido pela sua empresa.

 

Em declarações citadas pelo DinheiroVivo, Luís Roque considera que “a Maersk traz-nos precisamente esse poder estrutural e possibilidade de escalar as nossas operações logísticas a nível global para tornar ainda mais eficiente a nossa cobertura mundial que já toca em 128 países. Esta entrada de capital vai ser canalizada sobretudo para as duas áreas de desenvolvimento core da empresa neste momento: tecnologia e vendas”. Também à DinheiroVivo, Luís Roque declarou que a Maersk, “pela grande capacidade financeira que tem, poderá acompanhar e até liderar futuros investimentos, abrindo caminho e reforçando a confiança” de outros capitais de risco na empresa.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais