SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Multilog projeta crescer 20% em receita em 2019

Multilog projeta crescer 20% em receita em 2019


Fonte: Informativo dos Portos (6 de maio de 2019 )
Foto: Divulgação

A Multilog prevê crescer 20% em receita no acumulado de 2019, ultrapassando os R$ 525 milhões de faturamento. Com presença na regiões Sul e Sudeste, a meta prevista para o ano já leva em consideração os projetos do aumento do volume de negócios que serão gerados com a  ampliação de suas estruturas no Paraná. A empresa iniciou, na primeira quinzena de abril, a operação de um novo complexo logístico em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.

 

O espaço atua com portfólio de serviços completos, abrangendo centro de distribuição, armazém alfandegado e transporte rodoviário. O empreendimento recebeu R$ 100 milhões de investimentos e a expectativa é gerar 250 empregos diretos e cerca de 700 indiretos.

 

A instalação do complexo no município paranaense foi motivada pela localização privilegiada e potencial daquele estado. Situada cerca de três quilômetros de distância do aeroporto e 80 quilômetros do porto de Paranaguá, a unidade oferece facilidade de acesso, ampla estrutura física para comportar as operações e manutenção da excelência na prestação de serviços. O Paraná é hoje um dos mais importantes polos logísticos nacionais e está entre as cinco maiores economias do Brasil.

 

No total, a nova unidade conta com cerca de 115 mil metros quadrados de área, sendo três armazéns para recebimento e expedição de mercadorias diversas, além de áreas específicas para produtos químicos e de healthcare. “A estrutura moderna e equipada para atender o segmento logístico da região é um importante passo da Multilog para consolidar a relação da empresa com mercado paranaense. O novo modelo permite ampliar nossa atuação na cadeia de suprimentos por oferecer os serviços de forma integrada no mesmo local”, explica Alexandre Heitmann, diretor de Desenvolvimento de Negócios.

 

A estimativa é que a partir do segundo semestre de 2019 as estruturas já estejam operando em capacidade máxima e, com isso, torna-se possível a ampliação de estrutura pessoal a partir das demandas existentes. “Estamos atuando para tornar esta unidade uma referência, o que poderá ampliar vagas e ainda gerar mais empregos”, acrescenta Heitmann. A empresa já soma importantes conquistas em seu segmento, como porto seco de Foz do Iguaçu, áreas alfandegadas e centros de distribuição em Curitiba e o novo complexo em São José dos Pinhais.?


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais