SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Regulamentação   /   Descoberta bactéria que come petróleo

Descoberta bactéria que come petróleo


Fonte: Jornal da Economia do Mar (23 de abril de 2019 )

Uma equipa internacional de cientistas descobriu um novo grupo de bactérias que comem petróleo. Este grupo de bactérias foi descoberto na fossa das Marianas, no Pacífico, o lugar mais profundo do mundo, sendo que a maior concentração de plâncton microbiano está mesmo no fundo da fossa, segundo noticiado pelo Safety4Sea.

 

“Sabemos mais sobre Marte do que sobre a parte mais profunda do mundo”, refere o cientista Xiao-Hua Zhang, da Ocean University da China, explicando que estas bactérias são degradadoras de hidrocarbonetos (compostos orgânicos feitos apenas de átomos de hidrogénio e carbono). O que explica o facto deste tipo de microrganismos consumir “compostos semelhantes aos do petróleo, utilizando-os em seguida como combustível”, esclarece o cientista da Faculdade de Ciências Biológicas da UEA, Jonathan Todd.

 

Conclui-se, portanto, que estes seres, que se encontram em maior proporção nas profundezas do mar do que em terra, desempenham um papel importante em desastres naturais que envolvam derrames de petróleo nos mares, tal como aconteceu no Golfo do México em 2010.

 

“Para nossa surpresa, também identificámos hidrocarbonetos produzidos biologicamente em sedimentos oceânicos no fundo do mar, o que sugere que uma população microbiana única está a produzir hidrocarbonetos neste ambiente”, sublinhou Nikolai Pedentchouk, da Escola de Ciências Ambientais da UEA. “Estes hidrocarbonetos, semelhantes aos compostos que compõem o diesel, foram encontrados em algas na superfície do oceano, mas nunca em micróbios nestas profundidades”, conclui o cientista.


Mais lidas


  Na última sexta-feira (08) o Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (SOPESP) recebeu, na sua sede, o Secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários do Ministério da Infraestrutura (MInfra), Mario Povia.   Essa foi à primeira visita do secretário a entidade desde que assumiu a pasta, em maio deste ano, e […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais