SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Mercado   /   Marinha abre concurso com 190 vagas para o Colégio Naval

Marinha abre concurso com 190 vagas para o Colégio Naval


Fonte: Gazeta Online (22 de abril de 2019 )

A Marinha do Brasil vai abrir um novo concurso de admissão. Desta vez, são 190 vagas para o Colégio Naval em 2019, localizado em Angra dos Reis, Rio de Janeiro. Do total de oportunidades, 38 são destinadas a pessoas negras.

 

Para participar da seleção, é necessário não ser casado ou ter constituído união estável, ter 15 anos completos e menos de 18 anos de idade no primeiro dia do mês de janeiro de 2020, ter concluído, com aproveitamento ou estar em fase de conclusão do 9º ano do Ensino Fundamental, possuir bons antecedentes de conduta, ter autorização do responsável legal para incorporação à Marinha.

 

O curso conduzido pelo Colégio Naval, denominado “Curso de Preparação de Aspirantes”, é destinado ao preparo intelectual e físico do aluno visando uma futura seleção para o ingresso na Escola Naval, ministrando o ensino básico em nível médio (Matemática, Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Língua Espanhola, Física, História, Geografia, Química, Biologia, Filosofia, Sociologia e Informática), além do Ensino Militar-Naval. O ciclo escolar será conduzido em regime de internato e terá a duração de três anos letivos.

 

O curso é totalmente gratuito além de ser proporcionado ao aluno alimentação, uniforme, vencimentos (R$ 989) e assistência médico-odontológica, psicológica, social e religiosa.

 

Os interessados poderão se inscrever de 29 de abril a 29 de maio, pelo site http://www.ingressonamarinha.mar.mil.br . A taxa custa R$ 105 e deverá ser paga até 6 de junho.

 

Também será possível se inscrever de forma presencial. No Estado, o atendimento ocorre na Escola Aprendizes-Marinheiros do Espírito Santo (Eames), que fica na Enseada do Inhoá, s/nº, Prainha, Vila Velha.

 

A seleção contará com provas objetivas, inspeção de saúde, Teste de Aptidão Física, avaliação psicológica, verificação de documentos e procedimento de heteroidentificação complementar à autodeclaração.

 

O Colégio Naval, de acordo com a Marinha, é a porta de entrada para quem pretende ser oficial da corporação. Enquanto aluno, durante os três anos que estiver cursando, o estudante é considerado Praça Especial, tornando-se aspirante somente na Escola Naval (ensino superior). No quinto ano na Escola Naval, que compreende Estágio e Viagem de Instrução, torna-se Guarda-Marinha e no retorno ao Brasil passa a ocupar o posto de Segundo-Tenente.

 

A carreira de oficiais na Marinha compreende os seguintes postos: Segundo-Tenente, Primeiro-Tenente, Capitão-Tenente, Capitão de Corveta, Capitão de Fragata, Capitão de Mar e Guerra, Contra-Almirante, Vice-Almirante e Almirante de Esquadra.


Mais lidas


O Covid-19 na Baixada Santista vem deixando uma alta taxa de ocupação de leitos na rede hospitalar na região. Atentos a isso e solidários a nossa população, vamos promover ações no Porto, para garantir cumprimento dos protocolos sanitários já definidos. Tudo isso através das competências da Santos Port Authority (SPA), do Sindicato dos Operadores Portuários […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais