SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Maersk participa de projeto piloto de biocombustíveis em transporte marítimo

Maersk participa de projeto piloto de biocombustíveis em transporte marítimo


Fonte: Portos e Navios (8 de abril de 2019 )

O projeto piloto usará até 20% de biocombustíveis sustentáveis de segunda geração em uma grande embarcação tripla e, navegará 25 mil milhas náuticas de Roterdã para Xangai (incluindo o retorno), utilizando apenas misturas de biocombustíveis, deixando de emitir 1,5 milhão de quilos de CO2 e 20 mil quilos de enxofre.

 

Os membros da DSGC e a Maersk concordam que o combate às emissões nocivas relacionadas ao transporte marítimo é uma necessidade urgente e que a colaboração intersetorial é necessária para desenvolver, testar e implementar novas soluções. Os membros do DSGC, muitos dos quais são clientes da Maersk, desempenharam um papel fundamental, pois iniciaram e patrocinaram o projeto piloto. A Shell atua como fornecedora de combustível para o piloto e a Maersk desempenha o papel de parceira operacional.

 

Biocombustíveis de segunda geração ‘sustentáveis’ são apenas uma das soluções possíveis para a descarbonização do transporte marítimo. A longo prazo, avanços em combustível e desenvolvimento técnico (e-combustíveis) e o investimento em cadeias de fornecimento comerciais são necessários para alcançar reduções significativas de emissões.

 

“As empresas DSGC se unem em ação para contribuir com os ODS da ONU. Com essa iniciativa, focamos na ação climática (SDG 13). Tomamos a iniciativa de fazer parceria com a AP Moller – Maersk nesse importante esforço”, diz Jan Peter Balkenende, presidente do DSGC. “Este teste piloto de biocombustível em uma linha de navegação marítima cruzada representa um passo importante. No entanto, muitas inovações são urgentemente necessárias. Elas só podem ser desenvolvidas, testadas e implementadas com sucesso em colaborações do setor como um todo.”

 

Søren Toft, diretor operacional AP Moller – Maersk comentou: “Para alcançar nossa meta zero de CO2 até 2050, nos próximos 10 anos precisamos de grandes avanços. A Maersk não pode fazer isso sozinha. É por isso que esta colaboração com a DSGC e seus membros é um passo tão importante para identificar e trazer soluções de baixo carbono para a vida. Ele estabelece a base para como parceiros inter-indústria podem trabalhar juntos para dar passos em direção a um futuro mais sustentável. Nós damos as boas-vindas a outros para participar de nossos esforços, como esta jornada é apenas começando.”

 

O executivo acrescentou: “Os biocombustíveis são uma das soluções viáveis que podem ser implementadas a curto e médio prazo. Através deste piloto, pretendemos aprender mais sobre o uso de biocombustíveis em geral, e entender as possibilidades de aumentar seu uso de forma sustentável e econômica”.

 

O transporte responde por 90% das mercadorias transportadas e por 3% do total das emissões globais de CO2, e deve aumentar para 15% até 2050, se não for verificado. A economia de CO2 dessa jornada sozinha equivale ao CO2 anual emitido por mais de 200 residências em um ano ou 12 milhões de quilômetros percorridos em um carro médio que é 300 vezes ao redor do mundo. A viagem será concluída em junho.

 

Sobre o biocombustível usado

O biocombustível usado neste piloto é o chamado biocombustível de ‘segunda geração’, produzido a partir de fontes de resíduos, neste caso óleo de cozinha usado (UCOME). O biocombustível de segunda geração significa que o biocombustível vem de resíduos. Isto pode ser usado óleo de cozinha, resíduos florestais, resíduos de aparas de madeira, etc. Este biocombustível possui certificado ISCC, o que significa que toda a cadeia é certificada por terceiros.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais