SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   “Queremos recuperar o tempo perdido nas relações com os EUA”, afirma ministro Ernesto Araújo

“Queremos recuperar o tempo perdido nas relações com os EUA”, afirma ministro Ernesto Araújo


Fonte: Comex do Brasil (28 de março de 2019 )
O ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, durante audiência pública na Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados

Ao participar hoje (27) de audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e Segurança Nacional da Câmara dos Deputados, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, defendeu  a parceria com os Estados Unidos que, em sua opinião,  abrirá oportunidades para o Brasil em vários campos, inclusive econômico e comercial.

 

Ernesto Araújo criticou os governos anteriores na relação com os Estados Unidos e destacou o apoio dado pelo presidente Donald Trump ao Brasil para o ingresso na Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

 

“O relacionamento com os Estados Unidos talvez seja a parceria mais negligenciada nos últimos anos no Brasil, por uma visão que os Estados Unidos seriam uma parceria que não se deveria trabalhar em várias áreas. O nosso propósito é recuperar o tempo perdido.”

 

Segundo o chanceler, o ingresso na OCDE concederá um selo de qualidade aos produtos brasileiros e facilitará as negociações comerciais e econômicas. De acordo com ele, o primeiro avanço ocorre nos próximos dias com a chegada de uma missão técnica americana ao Brasil para inspecionar a carne brasileira. “A ideia é de ter um relacionamento integral que nos afere nos ganhos individuais.”

 

Salvaguardas                                                                   

O chanceler reiterou a importância do acordo de salvaguardas assinado pelos governos do Brasil e dos Estados Unidos, durante viagem a Washington do presidente Jair Bolsonaro.

 

O Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) define o uso comercial da base de lançamentos aeroespaciais de Alcântara, no Maranhão. Para entrar em vigor, o acordo precisará ser ratificado pelo Congresso Nacional.

 

Segundo Araújo, o mercado de satélites movimenta cerca de US$ 200 bilhões por ano. “É um acordo que nada fere a soberania brasileira.”

 

Agronegócio

Na audiência, o chanceler destacou que a pauta com a China será intensificada entre maio e junho, quando haverá uma comissão bilateral, com integrantes de ambos os países, para negociar os interesses comuns. Ele disse que pretende visitar a China neste período.

 

Araújo afirmou também que há uma preocupação com os estados fronteiriços, como Roraima e Acre, para que tenham condições de incrementar o seu comércio. Ele descreveu as articulações para a construção de estradas e pontes nessas regiões.

 

(*) Com informações da Agência Brasil


Mais lidas


O Covid-19 na Baixada Santista vem deixando uma alta taxa de ocupação de leitos na rede hospitalar na região. Atentos a isso e solidários a nossa população, vamos promover ações no Porto, para garantir cumprimento dos protocolos sanitários já definidos. Tudo isso através das competências da Santos Port Authority (SPA), do Sindicato dos Operadores Portuários […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais