SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Revitalização do Valongo inclui oferta à iniciativa privada

Revitalização do Valongo inclui oferta à iniciativa privada


Fonte: A Tribuna (18 de março de 2019 )
Planos em discussão preveem revitalização dos armazéns 1 ao 4 e demolição dos galpões 5 ao 8 (Carlos Nogueira/AT)

A resolução dos problemas envolvendo os armazéns 1 ao 8 no Valongo, no Porto de Santos, pode ter avançado na sexta-feira (15). Em reunião informal entre o diretor-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Casemiro Tércio Carvalho, o promotor de Justiça, Urbanismo e Meio Ambiente do Ministério Público do Estado (MPE), Daury de Paula Júnior, e o deputado federal Júnior Bozzella (PSL) foi cogitada a participação da iniciativa privada no processo.

 

“Não vou investir dinheiro público em um projeto de Porto turístico, sendo que tenho que priorizar milhares de problemas estruturais da companhia. É uma questão de priorizar o recurso da Codesp, que não tem uma saúde financeira para eu sair gastando dinheiro sem critério”, destacou Carvalho, apontando a necessidade de parcerias.

 

As estruturas apresentam risco de desabamento e demandam intervenção. Este é o primeiro ponto, para Bozzella. “É uma questão que vai ter que resolver. Só tem que achar a solução de onde vai buscar o recurso. Agora, se conseguir fazer um estudo por completo e trazer a iniciativa privada para fazer a revitalização como um todo, além de solucionar o desabamento, melhor ainda”.

 

Daury relembrou que existe um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre a Autoridade Portuária e o MPE para a realização do serviço preventivo, estudo de projeto e início das obras de revitalização da área.

 

Entretanto, o promotor entende ser positiva a preocupação da Codesp com os recursos públicos e vê como interessante a abertura do projeto para investimento só da iniciativa privada. O TAC, de acordo com ele, pode ser alterado, mas isso vai depender de uma nova reunião e o que apresentar a diretoria da estatal.

 

“A Codesp se dispôs a fazer um estudo, principalmente do ponto de vista econômico e, a partir daí, podemos sentar para reformatar o TAC ou tomar outra medida. Tudo vai depender da conclusão deles a previdência que o ministério público vai tomar”.


Mais lidas


O Covid-19 na Baixada Santista vem deixando uma alta taxa de ocupação de leitos na rede hospitalar na região. Atentos a isso e solidários a nossa população, vamos promover ações no Porto, para garantir cumprimento dos protocolos sanitários já definidos. Tudo isso através das competências da Santos Port Authority (SPA), do Sindicato dos Operadores Portuários […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais