SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   “Operação Radar segue com tranquilidade”, diz ministro da Infraestrutura

“Operação Radar segue com tranquilidade”, diz ministro da Infraestrutura


Fonte: Ministério da Infraestrutura (7 de fevereiro de 2019 )
Tarcísio Gomes de Freitas visitou obras na BR-163/PA para avaliar as condições da rodovia para a safra 2018/2019

Durante viagem de vistoria às obras da BR-163/PA, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, avaliou que a Operação Radar, estratégia integrada para escoamento da safra 2018/2019, está em pleno funcionamento. O ministro, que chegou na manhã desta quinta-feira (31) ao estado, percorreu trechos críticos para inspecionar o andamento das ações que irão garantir o transporte de grãos na rodovia, especialmente neste período de maior intensidade das chuvas, conhecido como inverno amazônico.

 

“Percebemos que a operação na BR-163 está funcionando, o fluxo de carretas já aumentou muito, não temos filas nem retenções, então, a operação está transcorrendo a contento”, afirmou. “O Governo Federal vai dar toda prioridade a esta rodovia pelo que ela representa para o estado do Pará e para o agronegócio brasileiro”, completou o ministro.

 

Acompanhado de sua equipe, o ministro também verificou a preparação e estoque do material para a conclusão da pavimentação do trecho até Miritituba ainda este ano. Dos 707,4 quilômetros da BR-163/PA, faltam 51 quilômetros a serem asfaltados, divididos em dois lotes: 3 quilômetros, na Vila do Caracol, sob a responsabilidade da Construtora Agrienge, e 48 quilômetros em Moraes de Almeida, sob responsabilidade do Exército.

 

De acordo com o ministro, as obras no trecho serão retomadas no verão e o objetivo é concluir a pavimentação até Miritituba, ainda este ano. Segundo o caminhoneiro Paulo Orlando, que há três anos trafega na BR, “não tínhamos essa assistência que estamos tendo hoje”. Para ele, a conclusão da estrada será muito boa.

 

VISITA TÉCNICA – Na viagem de dois dias, o ministro percorreu trechos da BR-163, de Novo Progresso até Rurópolis, na cabine de uma carreta e conversou com alguns caminhoneiros. Ele ressaltou que, apesar de já conhecer bem a rodovia, considera importante ver de perto a execução do serviço. “Quando a gente projeta uma operação ou está à frente de uma grande obra, é essencial fazer visitas para ver o andamento e avaliar o trabalho realizado. É importante conversar com as pessoas e perceber os problemas para a gente construir soluções” explicou Freitas, que percorreu mais de 1000 quilômetros nesses dois dias na região. Além do transporte terrestre, o ministro também navegou de balsa o Rio Tapajós e fez visitas técnicas aos portos de Miritituba e Santarém.

 

OPERAÇÃO RADAR – A operação é uma estratégia integrada para escoamento da safra 2018/2019. O foco da ação está na BR-163/PA, uma das principais rotas de escoamento da safra de grãos no Brasil. Participam da iniciativa o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e os ministros Sérgio Moro, da Justiça e Segurança Pública, Tereza Cristina, da Agricultura, e general Fernando Azevedo, da Defesa. A operação, que teve início no dia 2 de dezembro de 2018 e segue até maio de 2019, traz uma série de medidas, como a instalação de bases operacionais em três trechos da BR (pontos críticos), localizados entre os municípios de Novo Progresso e Moraes Almeida; mobilização de mais de 900 pessoas de equipes do DNIT e do Exército; implantação de sinalização específica para controle do tráfego, e envio de mais de 40 veículos e equipamentos especiais.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais