SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Ministro diz que governo vai licitar três ferrovias até 2020

Ministro diz que governo vai licitar três ferrovias até 2020


Fonte: O Globo (7 de fevereiro de 2019 )
Tarcísio Gomes de Freitas, ex-diretor do DNIT, será o futuro ministro da Infraestrutura do governo Bolsonaro Foto: Reprodução

 

RIO – O governo planeja licitar três novas concessões de ferrovias até o ano que vem. A informação foi dada pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, em uma rede social neste sábado. Em vídeo, o ministro disse que “o governo vai retomar o trasporte ferroviário com programa ambicioso, mas possível”. Segundo ele, com as iniciativas, o peso das ferrovias na matriz de transporte deverá passar dos atuais 15% para algo entre 29% e 30% em oito anos.

 

A primeira das três licitações será a  ferrovia Norte-Sul, que vai ligar Porto Nacional, em Tocantins, à Estrela D´Oeste, em São Paulo. Segundo o ministro, o certame deve ocorrer em março deste ano. “Com a concessão desse segmento, vamos ligar Porto de Itaqui (Maranhão) ao de Santos (São Paulo). Vamos ter uma grande espinha dorsal ferroviária e isso vai ser transformador para o pais”, disse ele.

 

O ministro destacou que pretende licitar mais duas concessões ferroviárias neste ano ou “no mais tardar no início de 2020”. Em vídeo, ele citou a Ferrovia de Integração Oeste-Leste, na Bahia, que ligará Caetité ao Porto de Ilhéus, e também a licitação da  Ferrogrão, em Mato Grosso. “Será um potencial transformador em Mato Grosso. Será a segunda revolução do agronegócio. Vai ter um impacto enorme nos fretes”, explicou ele.

 

Além disso, o ministro disse que será feita a prorrogação antecipada dos contratos de concessão. “E com uma ousadia. Vamos usar as outorgas devidas pela prorrogação dos contratos para construir novos segmentos. Então, a concessionária fica responsável pela construção de um novo trecho. É dessa forma que ela paga a outorga. Uma vez a ferrovia construída, ela passa a ser da União. E com isso a União vai ter a oportunidade de licitar a operação e gerar uma nova outorga”, explicou.

 

Ele disse que a primeira a ser construída dessa forma é a ferrovia de integração do Centro-Oeste, que vai ligar Água Boa, no Matro Grosso, a Campinorte em Goias. “Isso vai impulsionar uma área que representa 16 milhões de toneladas no vale do Araguaia. Isso vai gerar competição entre eixos. É tirar caminhão das ruas e dar mais eficiência”, pontuou.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais