SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Mercado   /   Wilson Sons acredita em ligeira melhora em 2019

Wilson Sons acredita em ligeira melhora em 2019


Fonte: Valor (18 de janeiro de 2019 )

(Atualizada às 12h56 para eliminar incorreções. O número de manobras realizadas em 2018 foi de 56.114. O Porto do Açu, onde a Wilson Sons opera com três rebocadores, realiza em média 20 manobras por mês. Com relação ao resultado da empresa em 2017, o setor de rebocagem e agenciamento marítimo respondeu por 44% da receita líquida total do grupo naquele ano).

 

A Wilson Sons Rebocadores, braço de operações de apoio portuário e rebocagem portuária e oceânica do grupo Wilson Sons, prevê uma ligeira melhora no volume de negócios em 2019, em comparação com o ano passado. A melhora no setor depende de uma movimentação maior de clientes estrangeiros em relação ao país. “Esperamos um 2019 muito parecido com 2018, mas com viés de melhora”, disse o diretor comercial da empresa, Jonathan Dumphreys, após apresentação de uma das unidades do grupo, em sua base em Niterói, na região metropolitana do Rio.

 

A expectativa de crescimento do volume de negócios pode vir dos setores de navios de cargas de projeto (transporte de peças de grande porte para empreendimentos de infraestrutura) e de movimentação de contêineres. Segundo o executivo, outros segmentos, como agronegócio e mineração possuem uma demanda de rebocagem praticamente contínua.

 

De acordo com relatório de dados operacionais, a Wilson Sons Rebocadores realizou 56.114 manobras portuárias. Em 2017, a divisão havia registrado 59.976 manobras.

 

Em 2017, último dado anual disponível, o segmento de rebocagem e agenciamento marítimo do grupo somou receita líquida de US$ 218 milhões. O valor representou 44% da receita líquida total do grupo naquele ano, de US$ 496,3 milhões.

 

No terceiro trimestre de 2018, o último dado trimestral disponível, a área de rebocagem e agenciamento marítimo respondeu por 38% da receita líquida do grupo.

 

Com cerca de 50% de fatia de mercado de rebocagem no país, a Wilson Sons possui frota de 76 embarcações do tipo. A mais nova, o WS Sirius, com tração estática de 90 toneladas, propulsão azimutal e um sistema de guincho automático, com tecnologia “render recovery”, proporcionando manobras mais seguras, entrou em operação em novembro de 2018. Outra unidade, do mesmo porte, deve ser concluída em meados deste ano. As duas embarcações, construídas no estaleiro do grupo, vão operar no Porto do Açu, em São João da Barra, no Norte Fluminense. A companhia possui contrato de longo prazo com a Prumo Logística, proprietária do Porto do Açu.

 

Atualmente, a Wilson Sons possui três rebocadores no Açu, realizando cerca de 20 manobras por mês.


Mais lidas


  Estivemos presente na primeira Expo Retomada – Evento Teste Oficial autorizado pelo Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Santos, para falarmos sobre a reabertura dos eventos.   Nosso Diretor-Executivo, Ricardo Molitzas participou no 3º Painel: “Novas oportunidades de gestão para o setor de eventos” ao lado da Sueli Martinez […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais