SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Operações   /   IMA libera licença ambiental prévia para porto de cruzeiros em Balneário Camboriú

IMA libera licença ambiental prévia para porto de cruzeiros em Balneário Camboriú


Fonte: NSC Total (11 de janeiro de 2019 )

O Instituto do Meio Ambiente (IMA) emitiu a licença ambiental prévia (LAP) para o BC Port, projeto de um porto de transatlânticos em Balneário Camboriú. A licença é válida por 60 meses e prevê uma série de condicionantes. Entre eles, ações ambientais que abrangem desde o monitoramento de baleias e tartarugas nas praias próximas, até o controle morfológico da Praia Central.

São 29 programas ambientais no total, com períodos distintos de implantação e execução – alguns deles devem começar antes mesmo do início das obras. A empresa terá, por exemplo, que monitorar o ruído subaquático, para garantir o mínimo de importunação aos animais marinhos. Antes disso, no entanto, será necessário obter a licença ambiental de instalação (LAI), que exige que o empreendimento tenha as autorizações de todos os órgãos envolvidos.

 

Impasse

O processo do BC Port tramita, no momento, na Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). O empreendimento já havia recebido o aval do órgão, mas o Ministério dos Transportes determinou que a análise retornasse à Antaq devido a uma denúncia que questionou a autenticidade dos documentos apresentados. A PDBS, empresa que é dona do projeto, nega qualquer irregularidade.

A Antaq informou, em Brasília, que determinou à Unidade Regional de Florianópolis que investigue a documentação. A unidade local abriu processo de fiscalização extraordinária no dia 4 de janeiro.

O projeto do BC Port permitirá duas atracações simultâneas de transatlânticos, e é avaliado em R$ 318 milhões.

 

Resistência

O projeto do BC Port enfrenta resistência na prefeitura de Balneário Camboriú. O prefeito Fabrício OIiveira (PSB) enviou ofício à Antaq em que afirma que o empreendimento não é de interesse da cidade, porque causaria um grande impacto “comprometendo toda a estrutura de serviços públicos”. Alegou, ainda, que a aprovação do porto de transatlânticos inviabilizaria o alargamento da faixa de areia da Praia Central.


Mais lidas


  Na última sexta-feira (08) o Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (SOPESP) recebeu, na sua sede, o Secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários do Ministério da Infraestrutura (MInfra), Mario Povia.   Essa foi à primeira visita do secretário a entidade desde que assumiu a pasta, em maio deste ano, e […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais