SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Regulamentação   /   Codesa cria comissão para buscar mais autonomia do Porto

Codesa cria comissão para buscar mais autonomia do Porto


Fonte: CODESA (11 de janeiro de 2019 )
Foto: Ascom Codesa

A Codesa sai na frente entre as companhias docas e cria grupo de trabalho para elaboração de pedido de autonomia da gestão portuária. A iniciativa foi com base na Portaria 574, editada em 26 de dezembro passado, pelo então Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, atual Ministério da Infraestrutura.

 

A Portaria visa melhor eficiência e celeridade de descentralização de atividades relacionadas à exploração dos portos organizados pelas respectivas administrações portuárias. O Governo Federal entende que a descentralização das competências proporcionará maior competitividade aos portos públicos.

 

Para o diretor de Infraestrutura e Operações, respondendo pela Presidência, Guilherme Magalhães, a Portaria cria possibilidades de delegações que hoje não existem: “A simplificação dos processos de contratos de arrendamentos e outras tomadas de decisões trazem autonomia aos portos públicos. Para a Codesa é fundamental para que possamos atingir nossos objetivos estratégicos”, disse.

 

Já o diretor de Planejamento e Desenvolvimento, Walter Arruda, que abriu a reunião para apresentação da Portaria, destaca a autonomia da gestão portuária: “É uma oportunidade de desburocratizar os contratos e colocar os portos públicos no patamar de competição de agilidade com os terminais privados”.

 

Autonomia

A apresentação da Portaria 574 foi feita pela coordenadora de Gestão Portuária, Damiane Tavares e pelo técnico da Coordenação de Finanças, Leonardo Silva Ribeiro, no auditório da Codesa. O diretor de Administração e Finanças, Luiz Scandian também acompanhou o evento junto com os coordenadores e assessores da empresa.

 

A coordenadora Damiane relacionou os requisitos listados pela Portaria, para a formalização do pedido de autonomia. “Vamos contar com a colaboração de todos porque vamos produzir um documento robusto, conforme todas as exigências relacionadas. Será um trabalho coletivo”, destacou. A Codesa pretende enviar o pedido em 30 dias.

 

O presidente em exercício, Guilherme Magalhães emendou: “A diretoria precisa do envolvimento e comprometimento de todos, como sempre acontece, por isso somos reconhecidos como porto proativo. Queremos ser o primeiro porto público a solicitar e obter essa delegação”, concluiu.


Mais lidas


View this post on Instagram #Repost @brasilexport Presidente do #SOPESP fala sobre Sudeste Export; garanta já a sua inscrição “Participamos do Sudeste Export pela conectividade dos assuntos estratégicos do setor portuário, envolvendo todos os atores que movimentam os principais portos do país. Tendências tecnológicas, ambientais, legais e previsibilidade de fluxos logísticos são temas cruciais para […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais