SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Regulamentação   /   Santos lista 798 metas para gestão eficaz

Santos lista 798 metas para gestão eficaz


Fonte: Diário do Litoral (3 de janeiro de 2019 )
Plano terá a participação de 19 secretarias e sete órgãos da administração indireta Foto: Nair Bueno/DL

Santos assinou ontem o quarto contrato de gestão do PDR (Participação Direta nos Resultados), válido para o biênio 2019-2020. O documento lista 798 metas a serem cumpridas pelas 19 secretarias e sete órgãos da administração indireta, com exceção da Prodesan. Implantado em meados de 2013, o PDR (Participação Direta nos Resultados) é um sistema de indicadores de desempenho para suporte aos contratos de gestão de metas e resultados.

 

O plano, que inclui indicadores e metas para secretarias e autarquias, é gerenciado pela Ouvidoria, Transparência e Controle (OTC). Dos 798 indicadores contidos no documento, 82 são vinculados à Secretaria de Saúde (SMS) e 45 à de Gestão (Seges), as duas que mais contêm metas a serem alcançadas.

 

O programa abrange um total 12,5 mil servidores, que recebem premiação de um salário-base caso sejam ­cumpridos 90% ou mais dos objetivos e meio ­salário-base, caso fiquem entre 70% e 89%.

 

Na visão do ouvidor público Rivaldo Santos, o programa de mérito por resultados, muito utilizado na iniciativa privada, está a cada ano mais sustentável. “O PDR já se pagou, com mais de R$ 25 milhões arrecadados por conta do incentivo ao trabalho de fiscalização e mais de R$ 1 milhão economizados com medidas adotadas no dia a dia da Administração”, destaca.

 

De acordo com o ouvidor, o plano para este biênio é trabalhar com duas vertentes: a eficiência do serviço público e a avaliação dos próprios usuários do serviço, conforme estabelece a Lei 13.460/2017, que dispõe sobre participação, proteção e defesa dos usuário dos serviços públicos da administração pública.

 

“Tão importante quanto reduzir o tempo para executar poda de árvore é sabermos o quanto essa eficiência representa de economia de recursos públicos. A partir do custo de cada indicador, teremos um parâmetro para propor metas com maior nível de eficiência”, ressalta.

 

Para o prefeito Paulo Alexandre Barbosa, a ação santista é pioneira. “Fiquei feliz vendo os discursos de posse ontem, onde as principais palavras de ordem foram: gestão por metas, meritocracia e resultados. Tudo o que já fazemos por aqui”, finaliza.

 

Resultados

Na primeira edição do programa, em 2014, foram 151 metas e sete secretarias participantes. Cinco conseguiram bater todas as metas.

Na segunda, no biênio 2015/2016 foram 21 secretarias e 235 metas, sendo que 10 conseguiram alcançar ­todas.

Entre 2017 e 2018, cujos resultados serão publicados no final do mês, apenas a Secretaria de Serviços Públicos alcançou todas as metas.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais