SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Bunge investe R$ 7 mi em centro para manutenção de colhedoras de cana no Brasil

Bunge investe R$ 7 mi em centro para manutenção de colhedoras de cana no Brasil


Fonte: DCI (11 de dezembro de 2018 )

A Bunge Açúcar & Bioenergia, um dos maiores grupos sucroenergéticos do Brasil, está investindo cerca de 7 milhões de reais na construção de um centro de manutenção de suas colhedoras de cana para atender seis de suas oito usinas, informou a companhia nesta segunda-feira.

 

Com inauguração prevista para o próximo mês de janeiro, a instalação ficará na Usina Moema, em Orindiúva (SP), e terá capacidade de manutenção de 15 colhedoras por mês.

“O objetivo é concentrar a manutenção dos equipamentos em um centro altamente especializado, para redução de custos operacionais e padronização. Nesse contexto, será possível reduzir em 20 por cento o custo na manutenção linear das colhedoras e ampliar a produtividade da colheita de cana, em razão da maior disponibilidade mecânica dessas máquinas”, afirmou o braço sucroenergético da Bunge, em nota.

 

O objetivo da companhia é ter o retorno do investimento em menos de dois anos.

Conforme a Bunge, serão atendidas nesse centro de manutenção as usinas Moema, Guariroba e Ouroeste, em São Paulo, e Frutal, Itapagipe e Santa Juliana, em Minas Gerais, as quais, no total, possuem uma frota de 120 colhedoras de cana.

 

Este é o segundo investimento anunciado nas últimas semanas pela Bunge Açúcar & Bioenergia, cujo processo de oferta de ações no Brasil está em suspenso, aguardando melhora das condições do mercado.

 

Em novembro, a empresa anunciou um investimento de 2 milhões de reais na criação de um Núcleo de Produção de Mudas Pré-Brotadas (MPB). A instalação já foi inaugurada na Usina Moema.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais