SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Inaugurada rota ferroviária que liga o interior de São Paulo ao Rio de Janeiro

Inaugurada rota ferroviária que liga o interior de São Paulo ao Rio de Janeiro


Fonte: Porto Gente (12 de novembro de 2018 )

Operando em Jundiaí desde dezembro de 2017, a empresa Contrail, responsável pelo Terminal Intermodal de Jundiaí (TIJU), inaugurou uma nova rota para o transporte ferroviário de cargas, ligando todo o interior do estado de São Paulo ao Rio de Janeiro. Com a novidade, a empresa espera crescer 20% em negócios atendendo a clientes localizados nessas duas regiões, com a movimentação de um trem a cada cinco dias e transit time de dois dias.

 

De acordo com comunicado da companhia, diversos fatores motivaram a Contrail a estabelecer este novo trecho, entre eles o aumento dos índices de roubo de cargas nesse trecho e também a Política de Preços Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas. As empresas já possuíam uma certa dificuldade na oferta de transportadoras que atendiam a região do Rio de Janeiro e a operação ferroviária entra nesse cenário para aumento da capacidade logística com um melhor nível de segurança.

 

A infraestrutura ferroviária de Jundiaí até o Rio de Janeiro já existia, mas era operada somente para cargas a granel e não-industrializadas. Agora, em parceria com a MRS Logística, a Contrail passa a atender clientes com produtos industrializados. “A ferrovia se tornou uma opção mais competitiva e mais atrativa em relação ao transporte rodoviário com a redução de custos e aumento da capacidade de transporte”, explicou o gerente comercial da Contrail Diego Bueno.

 

Ainda sobre a questão segurança, com o transporte ferroviário, as empresas conseguem também diminuir o valor do seguro de carga. “Quando mostramos para a seguradora que o transporte da carga será ferroviário, conseguimos baratear o valor do seguro”, comentou Diego. “Os clientes apenas precisam se planejar para o aumento do transit time”, completou.

 

Agora, a Contrail passa a atender desde fluxo de mercado interno e também abre uma nova opção para importação e exportação via Portos localizados no Rio de Janeiro. “Antes a região de Jundiaí era atendida apenas pelo Porto de Santos nos fluxos de importação e exportação. Agora a região conta com mais esta opção para atendimento via Portos localizados no Rio de Janeiro”, explicou Diego.

 

Entre os benefícios desta nova rota estão a segurança e a possibilidade de transportar um volume maior de carga, uma vez que um trem pode levar até 42 contêineres de 40 pés, por viagem, em cada trecho. “Conseguimos também beneficiar o cliente com 7 dias de armazenagem sem custo no Rio de Janeiro e mais 7 dias em Jundiaí: se o cliente não tiver espaço em seu centro de distribuição ou na fábrica para armazenagem, poderá aproveitar mais esta vantagem de administrar estoque em trânsito”, anunciou o gerente comercial.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais