SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Regulamentação   /   Entidades do setor ferroviário preparam documento para candidatos

Entidades do setor ferroviário preparam documento para candidatos


Fonte: Revista Ferroviária (2 de outubro de 2018 )

Doze entidades do setor ferroviários prepararam um conjunto de propostas para ser apresentado aos candidatos à presidência. As sugestões estiveram no centro de debate da 24ª Semana de Tecnologia Metroferroviária, que aconteceu entre os dias 21 e 24 de agosto, em São Paulo, e reuniu cerca de 1,5 mil pessoas.

 

O presidente da Aeamesp, Pedro Machado, declarou que a iniciativa é resultado do que foi discutido no evento, e a ideia é aproveitar o momento de “efervescência” atual para divulgar as propostas. “A greve dos caminhoneiros despertou a sociedade para a importância do transporte sobre trilhos. Aquilo que era remédio virou veneno, e ficamos dependentes do transporte rodoviário”.

 

As doze entidades que assinam o documento são: Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer), a Associação Latino-Americana de Ferrovias (Alaf), a Associação Latino-Americana de Metros e Subterrâneos (Alamys), Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos), Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), Instituto de Engenharia de São Paulo (IE), Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários (Simefre), Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (SEESP), União Internacional do Transporte Público – Divisão América Latina (UITP/DAL) e Associação de Engenheiros e Arquitetos do Metrô (Aeamesp).

 

Seguem as propostas:

– Defesa do estabelecimento de uma autoridade pública metropolitana para coordenar, “de maneira integral”, o planejamento urbano;

– Retomada e conclusão das obras eventualmente paradas;

– Estímulo ao transporte sustentável para a melhoria da qualidade de vida;

– Priorização de investimentos públicos em sistemas estruturantes de transporte sobre trilhos;

– Incentivo a uma maior participação privada em investimentos associados ao sistema de transporte, “notadamente empreendimentos imobiliários”;

– Remoção de entraves para a ampliação da malha ferroviária, inclusive com a renovação antecipada das concessões atuais;

– Aperfeiçoamento do arcabouço regulatório do transporte ferroviário;

– Extinção da dupla tributação quando da mudança de transporte (de trem para caminhão e vice-versa);

– Promoção de incentivos à indústria ferroviária brasileira.


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais