SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Operações   /   VLI tem recorde de movimentação em maio

VLI tem recorde de movimentação em maio


Fonte: Diário do Comércio (2 de julho de 2018 )
VLI, terminal logístico ferroviário de Pirapora, no Norte de Minas. Foto: VLI/Divulgação

A Valor da Logística Integrada (VLI), empresa de soluções logísticas que integram terminais, ferrovias e portos, registrou recorde de movimentação de produtos siderúrgicos no seu Terminal Integrador de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) em maio. O fluxo desses tipos de produtos superou em 20% a média mensal.

 

A VLI explicou que o terminal opera como um centro avançado para a distribuição de bobinas, fardos, chapas, placas de aço, fio-máquina e também recebe minério de ferro destinado ao abastecimento de usinas siderúrgicas. O aumento, segundo a empresa, foi viabilizado graças à conexão direta entre a ferrovia e as plantas industriais dos clientes.

 

Além do recorde de movimentação de produtos siderúrgicos no terminal de Santa Luzia, entre o final de maio e início de junho, a VLI recebeu fluxos extras de cal, matéria-prima usada para o processo de refino do aço e também para proteger a parede refratária dos altos-fornos. Em apenas dez dias, a empresa movimentou, por meio da Ferrovia Centro Atlântica (FCA) e da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), um volume de cal equivalente ao fluxo regular de dez meses.

 

A VLI informou que já tem opções para escoamento de produtos siderúrgicos e de outros insumos, como carvão mineral, calcário e minério de ferro. Em 2017, a empresa movimentou cerca de 10 milhões de toneladas para o setor, por meio da FCA, malha controlada pela própria empresa, e da EFVM, controlada pela Vale e que é utilizada pela VLI por meio de contrato de compra de capacidade firmado com a mineradora.

 

FCA e EFVM – De acordo com informações da VLI, a FCA tem 7,2 mil quilômetros de extensão e passa por 316 municípios, em sete estados brasileiros (Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Sergipe, Goiás, Bahia e São Paulo), além do Distrito Federal. A ferrovia se destaca como uma rota importante para o fluxo logístico de carga geral, por meio de suas conexões com outras ferrovias, cujas cargas se destinam ao porto de Santos (SP).

 

Já a EFVM é uma concessão da Vale, na qual a VLI opera por meio do direito de passagem. O corredor ferroviário acumula cerca de 135 milhões de toneladas de carga transportada, o que corresponde a aproximadamente 40% da carga ferroviária brasileira. O ramal transporta mais de 60 diferentes produtos, como aço, carvão, calcário, granito, contêineres, ferro-gusa, produtos agrícolas, madeira e celulose.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais