SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Operações   /   Exportações pelo cais santista caem 8,2% após greve dos caminhoneiros

Exportações pelo cais santista caem 8,2% após greve dos caminhoneiros


Fonte: A Tribuna (28 de junho de 2018 )

A greve nacional dos caminhoneiros e os consequentes bloqueios realizados pelos motoristas nos acessos ao Porto de Santos, durante os 11 dias da manifestação na região, levaram a uma queda de 8,2% nas exportações pelo cais santista no mês passado. As importações, que não foram afetadas pela paralisação, cresceram 9%. Mesmo assim, as operações do complexo marítimo, em maio, sofreram uma queda de 3,9%.

 

Os dados fazem parte do levantamento mensal produzido pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), a estatal que administra o Porto de Santos. Os números apontam que os embarques de açúcar e café foram os mais afetados pelo movimento grevista.

 

No primeiro caso, a redução dos embarques foi de 38,3%. No mês passado, 1,3 milhão de toneladas de açúcar foram embarcadas pelo cais santista, enquanto no mesmo mês do ano passado, o volume foi de 2,2 milhões de toneladas.

 

Já no caso do café, a redução foi de 40,7% nas exportações. Enquanto em maio de 2017, foram embarcadas 94.634 toneladas da commodity, no mês passado apenas 56.106 milhões de toneladas foram escoadas. O Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) também aponta a greve dos caminhoneiros como um dos motivos para a queda na comercialização dos grãos.

 

Os embarques de carne também sofreram redução, que chegou a 23,8% no mês passado. No total, 61.379 toneladas foram escoadas e, deste volume, 20.999 toneladas eram de carne de aves, uma redução de 41,4% frente ao ano passado, quando 35.829 toneladas foram exportadas.

 

No caso da proteína bovina, a queda foi de 9,6%, com o embarque de 39.984 toneladas em maio, contra 44.212 toneladas no mesmo mês do ano passado.

 

Por outro lado, mesmo com os bloqueios nos acessos ao Porto, os embarques de soja cresceram 4,2% em maio e somaram 3,5 milhões de toneladas. No quinto mês do ano passado, 3,3 milhões de toneladas da commodity foram escoadas.

 

O mesmo aconteceu com o milho, que iniciou os embarques da sua safrinha e, no mês passado, teve 4,7 mil toneladas escoadas. O volume é 129,8% maior do que as 2 mil toneladas exportadas no mesmo período do ano passado.

 

Acumulado
Mesmo com a greve dos caminhoneiros e seus reflexos, o Porto registrou alta de 7,2% na sua movimentação de cargas entre janeiro e maio. Nos cinco primeiros meses do ano, 53,6 milhões de toneladas de mercadorias entraram ou saíram do País pelo complexo santista.

 

No período, os embarques cresceram 5,9% e já somam 38,2 milhões de toneladas, contra 36,1 milhões de toneladas entre janeiro e maio do ano passado. Já os desembarques somam 15,3 milhões de toneladas, 10% a mais do que os 13,8 milhões de toneladas desembarcadas nos cinco primeiros meses de 2017.


Mais lidas


O Covid-19 na Baixada Santista vem deixando uma alta taxa de ocupação de leitos na rede hospitalar na região. Atentos a isso e solidários a nossa população, vamos promover ações no Porto, para garantir cumprimento dos protocolos sanitários já definidos. Tudo isso através das competências da Santos Port Authority (SPA), do Sindicato dos Operadores Portuários […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais