SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Mercado   /   Movimento de cargas em portos públicos cresce 2,26% no 1º trimestre

Movimento de cargas em portos públicos cresce 2,26% no 1º trimestre


Fonte: MTPA (14 de maio de 2018 )

No 1º trimestre de 2018, os portos públicos do país movimentaram mais de 83,3 milhões de toneladas, um aumento acumulado de 2,26% em relação ao mesmo período de 2017, de acordo com os dados da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Os portos privados, responsáveis por 66,4% de toda a movimentação no setor, registraram queda de 2,53% na comparação, movimentando 164,7 milhões de toneladas. No total, os terminais portuários registraram recuo de quase 1% no trimestre, no comparativo com o ano anterior.

 

No cenário dos primeiros meses de 2018, os portos públicos tiveram crescimento de 4,30% em janeiro, seguido de queda de 2,32% no mês de fevereiro, e alta de 4,85% em março. O Porto de Santos, em São Paulo, teve saldo positivo de 9,28% no primeiro trimestre, movimentando 25,1 milhões de toneladas. Paranaguá, no Paraná, registrou crescimento de 13,76% na comparação com 2017, com um total de 11,7 milhões de toneladas. Por outro lado, o Porto de Itaguaí, no Rio de Janeiro, teve variação negativa de 7,11% no período analisado.

 

Já os portos privados registraram queda de 1,85%, 4,09% e 1,74% nos meses de janeiro a março, respectivamente. O Terminal Ponta da Madeira, no Maranhão, utilizado principalmente para a exportação de minério de ferro, teve alta de 8,5% no trimestre, tendo movimentado 40,3 milhões toneladas. O Terminal de Tubarão, próximo ao Porto de Vitória (ES), também operado pela mineradora Vale, registrou queda de 18%.

 

MERCADORIA – A movimentação de contêineres nos portos – públicos e privados – tiveram alta de 6,55% no trimestre, que representa 25,2 milhões de toneladas. A soja também teve crescimento de 5% no período. O minério de ferro recuou 6,31% no trimestre e o petróleo e derivados também, de 1,15%.

 

NAVEGAÇÃO INTERIOR – O transporte de cargas em vias interiores – realizada em hidrovias interiores, em percurso nacional ou internacional – registrou aumento de 5% no comparativo entre 2018 e 2017, sendo responsável pelo transporte de 22,2 milhões de toneladas, principalmente granéis sólidos.
A navegação de longo curso, realizada entre portos brasileiros e estrangeiros, teve variação negativa de 2,37% (178,9 milhões de toneladas) e a cabotagem de 1,77% (37,8 milhões de toneladas) no total de cargas transportadas. A cabotagem é tipo de navegação entre os portos ou pontos do território brasileiro, utilizando a via marítima ou estas e as vias navegáveis interiores.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais