SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Operações   /   Exportadoras passam a usar o Novo Processo de Exportação para operações de comércio exterior

Exportadoras passam a usar o Novo Processo de Exportação para operações de comércio exterior


Fonte: Comex do Brasil (10 de maio de 2018 )

Rio de Janeiro – A partir da última segunda-feira (7), as exportadoras brasileiras que usam a função de registro de declarações a posteriori no Siscomex Exportação iniciaram o processo de migração para o Novo Processo de Exportação. O desligamento do sistema antigo para este procedimento é mais uma etapa da implementação do Programa Portal Único de Comércio Exterior. A partir de julho, o Novo Processo será obrigatório para todas as operações.

 

O registro de “declarações a posteriori” ou “embarque antecipado” é utilizado quando a empresa faz o despacho aduaneiro da exportação após o embarque da mercadoria (em qualquer modal). Segundo Claudia Teixeira, especialista em Comércio Exterior da Firjan Internacional, as empresas que mais o utilizam esse tipo de operação são as de granel (minério, petróleo e grãos), metalurgia e as exportadoras de veículos. Portanto, essa etapa do desligamento impactará setores fortemente presentes no estado do Rio.

 

“É importante que os exportadores comecem a usar o quanto antes o Novo Processo, de modo a se adaptarem com o procedimento e terem a oportunidade de relatar erros ou dificuldades antes do desligamento total dos sistemas antigos”, orienta Claudia.

 

O Programa Portal Único, do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), traz a figura da Declaração Única de Exportação (DU-E), que está integrada à Nota Fiscal Eletrônica e substitui três documentos: o Registro de Exportação (RE), a Declaração de Exportação (DE) e a Declaração Simplificada de Exportação (DSE). A iniciativa é uma das prioridades elencadas no Mapa do Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro 2016-2025 para desburocratização no comércio exterior.

 

Os associados que tiverem dúvidas na transição para o novo sistema podem entrar em contato via comex@firjan.com.br. Além disso, em 22 de maio, a Federação oferece um curso, em parceria com a Funcex, sobre a operacionalização da DU-E. No dia seguinte, sedia o 53º Seminário de Operações de Comércio Exterior, que abordará este tema.

 

Cronograma para desligamento dos sistemas de exportação:

7/5 – Desativação da função de registro de declarações de exportação a posteriori no “Siscomex Exportação Grande Porte” para todos os modais.

4/6 – Desativação progressiva dos códigos de enquadramento das operações de exportação do sistema NOVOEX.

2/7– Desativação total dos códigos de enquadramento de operações de exportação do sistema NOVOEX.

Setembro/2018 – Desligamento dos sistemas “Siscomex Exportação Web” e “Siscomex Exportação Grande Porte” para o registro de todas as declarações de exportação.

 

(*) Com informações da Firjan


Mais lidas


View this post on Instagram #Repost @brasilexport Presidente do #SOPESP fala sobre Sudeste Export; garanta já a sua inscrição “Participamos do Sudeste Export pela conectividade dos assuntos estratégicos do setor portuário, envolvendo todos os atores que movimentam os principais portos do país. Tendências tecnológicas, ambientais, legais e previsibilidade de fluxos logísticos são temas cruciais para […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais