SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Mercado   /   Petrobras põe mais três ativos à venda

Petrobras põe mais três ativos à venda


Fonte: Valor (5 de abril de 2018 )

A Petrobras pisou no acelerador e colocou à venda mais três ativos de seu portfólio de campos marítimos. Com uma meta de desinvestimentos de US$ 21 bilhões, para o biênio 2017/2018, a companhia cumpriu, até o momento, cerca de 20% do plano traçado e promete acelerar as negociações nos próximos meses.

 

A empresa abriu a concorrência para venda da totalidade do campo de Baúna, que produz em águas rasas da Bacia de Santos; e de 50% de Tartaruga Verde e do módulo 3 de produção de Espadarte, ambos localizados em águas profundas da Bacia de Campos e que devem entrar em operação em 2018 e 2021, respectivamente.

 

Tartaruga Verde e Baúna não são novidades dentro do programa de vendas da petroleira. Os dois ativos chegaram a ser negociados com a australiana Karoon, mas o negócio foi cancelado depois que o Tribunal de contas da União (TCU) determinou que a estatal brasileira revisse a sistemática de seu plano de venda.

 

Os três se juntam a outros 107 campos em fase de desinvestimento pela estatal, no Brasil, e aos ativos de exploração e produção na África. Além disso, a petroleira inclui em sua carteira de ativos ofertados uma série de outros, como a Transportadora Associada de Gás (TAG) e a refinaria de Pasadena.

 

Ao todo, a Petrobras está se desfazendo de cerca de 7% de sua produção atual no mundo, por meio do programa de desinvestimento em curso. Com base em dados públicos da Agência Nacional de Petróleo (ANP), de fevereiro, as áreas à venda pela petroleira brasileira somam uma produção de 134 mil barris diários de petróleo.

 

O número leva em conta a venda de 25% do campo de Roncador, para a Statoil (negócio ainda não concluído); os oito polos de produção terrestre, no Nordeste; os sete polos de produção em águas rasas, no Sudeste e Nordeste; e o campos de Baúna, no pós-sal da Bacia de Santos, cujo desinvestimento foi anunciado ontem pela empresa.

 

Além dos ativos no Brasil, a Petrobras também está se desfazendo de sua fatia de 50% na Petrobras África, que totaliza uma produção líquida para a empresa de 21 mil barris/dia.

 

A Petrobras tem como meta para este ano produzir, em média, 2,1 milhões de barris/dia no Brasil. O cálculo já leva em consideração o programa de desinvestimento em curso pela empresa.


Mais lidas


View this post on Instagram #Repost @brasilexport Presidente do #SOPESP fala sobre Sudeste Export; garanta já a sua inscrição “Participamos do Sudeste Export pela conectividade dos assuntos estratégicos do setor portuário, envolvendo todos os atores que movimentam os principais portos do país. Tendências tecnológicas, ambientais, legais e previsibilidade de fluxos logísticos são temas cruciais para […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais