SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Mercado   /   Santos Brasil encerra 4T17 com Ebitda recorrente de R$ 30,1 milhões e lucro líquido de R$20,4 milhões

Santos Brasil encerra 4T17 com Ebitda recorrente de R$ 30,1 milhões e lucro líquido de R$20,4 milhões


Fonte: Portos e Navios (6 de março de 2018 )

A Santos Brasil fechou o último trimestre de 2017 com indicadores que reforçam a recuperação dos resultados financeiros da companhia e a efetividade do processo de reestruturação organizacional. No quarto trimestre de 2017, o EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) registrado foi de R$ 26,8 milhões com margem de 12,7%. Já o EBITDA recorrente foi de R$ 30,2 milhões com margem de 14,3%. No acumulado do ano, o EBITDA totalizou R$ 83,8 milhões.

 

A empresa voltou a registrar lucro líquido acumulado no ano, que alcançou o patamar de R$ 2,5 milhões. No quarto trimestre, o resultado foi de R$ 20,4 milhões. O fluxo de caixa operacional e de investimentos permaneceu positivo. A Companhia fechou 2017 com um saldo de caixa de R$ 270,7 milhões, caixa líquido de R$ 37,7 milhões e índice de alavancagem negativo de 0,45 vezes, medido pela relação dívida líquida/EBITDA dos últimos 12 meses, tendo amortizado R$ 180,9 milhões (principal + juros) no ano.

 

A receita líquida consolidada somou R$ 210,9 milhões no 4T17, um aumento de 0,1% em relação ao quarto trimestre de 2016.

 

O programa de reestruturação organizacional conduzido ao longo do ano reduziu cerca de R$ 45 milhões da base de custos fixos da empresa. “Em 2017, a Companhia transpôs um ciclo desafiador e, em 2018, inicia uma nova etapa de desenvolvimento e investimentos em suas operações”, destaca o diretor Econômico-Financeiro e de Relações com Investidores da Santos Brasil, Daniel Pedreira Dorea. “Os esforços de redução de custos terão continuidade, bem como a estratégia de aprimoramento de processos internos com foco em ganhos de eficiência e produtividade”, afirma.

 

Para 2018, a expectativa é de que o cenário de recuperação da economia se intensifique e continue impulsionando os volumes. Já no início do ano, a empresa celebrou a conquista de um novo contrato de longo curso com rota para a Ásia, do armador PIL, com previsão para movimentar 40 mil TEU por ano no Tecon Santos.

 

Desempenho Operacional

O desempenho operacional ascendente registrado nos últimos meses no Tecon Imbituba (SC), Logística, Tecon Vila do Conde (PA) e Terminal de Veículos (TEV) se manteve no quarto trimestre de 2017 e ao longo do ano. Já o Tecon Santos (SP) apontou queda de movimentação, ainda reflexo da perda do serviço de navegação ESA, que atua na rota para a Ásia. No consolidado do período, a movimentação total nos três terminais operados pela Companhia foi de 1.486.933 TEU, volume 3,2% inferior a 2016. Em contêineres foram 968.694 unidades, sendo 248.903 no último trimestre de 2017.

 

O serviço de longo curso ASAS, que iniciou operação em setembro com escala semanal, foi o principal responsável pela mudança de patamar no volume movimentado em Imbituba. O terminal catarinense apresentou alta de 97,8% no volume movimentado no quarto trimestre de 2017, totalizando 12.494 contêineres, cerca de duas vezes mais que o registrado no quarto trimestre de 2016. A movimentação de contêineres de longo curso correspondeu a 36,2% do volume total no quarto trimestre de 2017, comparado a 7,1% no quarto trimestre de 2016. No acumulado de 2017, a evolução do volume movimentado foi de 64,7%, totalizando 40.197 unidades. O terminal apresentou crescimento de 80% comparado a 2016, totalizando 50.231 TEUs.

 

Em Vila do Conde, os indicadores de crescimento permaneceram igualmente expressivos. Em relação a 2016, foram 116.801 TEUs movimentados no ano, um aumento de 12,7%. Na comparação com o mesmo período de 2016, a alta no quarto trimestre de 2017 foi de 15,6% no volume de contêineres movimentados, somando 21.980 unidades. Em caixas, o terminal paraense cresceu 18,3% em relação ao ano precedente, totalizando 77.823 unidades. Destaque para as operações de longo curso que representaram 74,7% do volume total (60,6% no quarto trimestre de 2016) e tiveram crescimento de 42,6% no 4T17 no comparativo com o mesmo período do ano passado.

 

Beneficiando-se do reaquecimento da indústria automotiva brasileira, o TEV – maior terminal especializado em veículos do País – movimentou 69.674 unidades no quarto trimestre de 2017, um aumento de 27,8% em relação ao quarto trimestre de 2016. Os veículos leves somaram 90,2% do volume total no período. No acumulado de 2017, o TEV operou com 96% de sua capacidade, movimentando 289.173 veículos em 2017, o que representa recorde histórico e equivale a um crescimento de 60,8% em relação a 2016. As exportações corresponderam a 95,6% do volume total no ano passado (92,1% em 2016).

 

A Companhia também registrou incremento de 42,9% em relação ao quarto trimestre de 2016 no volume de contêineres armazenados na Santos Brasil Logística, totalizando 12.609 unidades. O resultado foi decorrente da maior retenção de contêineres de importação e de novos contratos firmados com agentes de carga e NVOCC (sigla em inglês para Transportadora não Proprietária de Navios para Operação Compartilhada). Em 2017, o volume total operado foi de 44.626 contêineres, uma alta de 24,1% em relação a 2016. Vale mencionar que processos como triagem de carga, estufagem e desestufagem de contêineres, transporte rodoviário e entrega just-in-time nas linhas de produção dos clientes são alguns exemplos de serviços de maior valor agregado que vêm crescendo no mix de serviços oferecidos pela unidade Logística.

 

O Tecon Santos encerrou o ano com 1.319.901 TEUs movimentados, um crescimento de 7% em 2017 quando excluído o volume referente ao serviço de navegação de longo curso ESA, que deixou o terminal em abril. Esse desempenho está em linha com a recuperação em curso dos volumes do Porto de Santos, que apresentou crescimento total da ordem de 8,1% comparando com o resultado de 2016. O terminal movimentou um total de 214.429 contêineres no quarto trimestre de 2017, 11,6% abaixo do realizado no mesmo trimestre do ano passado em função da saída do serviço para a Ásia. Em contêineres, o consolidado de 2017 foi de 850.674 unidades, um volume 8,2% inferior a 2016. A utilização da capacidade instalada do Tecon Santos em 2017 foi de 65,7% com 33,9% de participação de mercado no Porto de Santos.

 

As operações de longo curso representaram 69,5% do total movimentado no quarto trimestre de 2017. As operações de cabotagem tiveram acréscimo em sua participação com 30,5% do volume movimentado no período (23,3% no quarto trimestre de 2016), assim como as de transbordo, cuja representatividade foi de 35,7% no período (29,4% no quarto trimestre de 2016).  O mix de contêineres cheio-vazio registrado pela empresa em 2017 foi de 78,9% de contêineres cheios (76,9% em 2016).


Mais lidas


O Covid-19 na Baixada Santista vem deixando uma alta taxa de ocupação de leitos na rede hospitalar na região. Atentos a isso e solidários a nossa população, vamos promover ações no Porto, para garantir cumprimento dos protocolos sanitários já definidos. Tudo isso através das competências da Santos Port Authority (SPA), do Sindicato dos Operadores Portuários […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais