SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Operações   /   Justiça estabelece trabalhadores vinculados como maioria nos terminais do Porto de Santos, SP

Justiça estabelece trabalhadores vinculados como maioria nos terminais do Porto de Santos, SP


Fonte: G1 (11 de outubro de 2017 )

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu que os terminais de contêineres do Porto de Santos, no litoral de São Paulo, podem manter como maioria os estivadores vinculados às instalações. Ao menos 25% dos portuários avulsos devem ser escalados por turno pelo Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo) do cais.
Em nova decisão, na segunda-feira (9), a Justiça do Trabalho reafirmou decisão anterior, que garante que 75% dos trabalhadores podem ser contratados pelas empresas que integram a Câmara de Contêineres do Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (Sopesp). O quadro restante é de avulsos.
A nova decisão da Justiça responde à solicitação para equiparar o serviço, feita pelo Sindicato dos Estivadores de Santos (Sindestiva). A categoria defende que o escalonamento por turno de trabalho deve ser dividido igualmente entre os vinculados e avulsos no cais santista.
Em setembro, uma decisão provisória (liminar) obtida pelo Sindestiva garantia a equiparação. Mas a ordem não vigorou, segundo o Sopesp, pois o caso já estava em estância superior. Portanto, o escalonamento de vinculados permanece como maioria, conforme regramento estabelecido em Acórdão do TST e publicado em 2015.


Mais lidas


Celebramos hoje (12) o Dia Internacional da Enfermagem, data escolhida em homenagem ao aniversário de Florence Nightingale, considerada a pioneira da enfermagem moderna.   Para quem não sabe, a profissão tem origem milenar e data da época em que ser enfermeiro era uma referência a quem cuidava, protegia e nutria pessoas convalescentes, idosos e deficientes. […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais